André Sobreiro
Aug 27, 2018 · 2 min read

Quem é jovem (cof cof) feito eu, cansou de cantar essa música nos tempos carnavalescos vendo o SBT. E longe de mim ser o problematizador de tudo, mas já pensaram na pressão que ela causa?

Galinha meramente ilustrativa

Se pra você nenhum, que bom. Mas para mim ela, especialmente depois que eu entendi o duplo sentido, ficou a mensagem: brochar é ruim. E convenhamos, legal não é mesmo. Você tá ali, todo no tesão, doido pra se divertir e pluft, o pau não sobe. Ou até sobe e fica cabisbaixo de novo.

Mas a experiência foi me ensinando que também não é o apocalipse chegando. As vezes você tá ali, naquele tesão louco, morrendo de vontade de uma foda maravilhosa e o pau não colabora. Pode ser a cabeça que está em outros mil lugares, pode ser a libido que baixou, pode ser cansaço, pode ser muito álcool. São tantos os fatores que contribuem que eu poderia ficar aqui listando. Mas e ai?

Ai que brochou, ué. Se é a sua primeira vez, parabéns! Outras virão. Se a pessoa que está contigo diz que nunca brochou, pode recolher a cueca e ir embora, por que é um mentiroso. Todo mundo brocha. É normal.

Dito isso, que tal encarar com naturalidade? De vez em quando, dar uma respirada, uma leve pausa, já basta para tudo voltar ao normal. E se não voltar, convenhamos: é só um pau! Ainda assim seu corpo é cheio de lugar legal para brincar. Para de focar só nele.

E isso que estou falando ainda do SEU corpo. Já parou pra pensar que tem uma outra pessoa ali? Mudem a brincadeira, explora o corpo do boy, sei lá, seja criativo.

E se nada funcionar mesmo, segue o baile. Não é a sua última trepada (ok, se for, sinto muito). Claro, aqui não estou falando de disfunção erétil (fale com seu médico, eu falaria), mas sim daquela brochada esporádica.

E por fim, aprenda a rir de si mesmo. Vai quebrar o gelo da situação de um jeito impressionante.

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

André Sobreiro

Written by

Vivo de internet e cultura! Edito esse blog, o Salada de Cinema e muito mais coisa por aí!

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade