Amigo eu estou aqui!

No dia da eleição, peguei meu telefone e mandei mensagem no WhatsApp para todos os meus amigos gays. Se você não recebeu, falha minha, mas não estava no meu momento mais racional e feliz. Para todos, o mesmo texto: “Você está bem? Tô do seu lado, hoje e sempre!”. Só isso.

Resumo de domingo em um GIF

E a partir disso foram horas de pequenas conversas com várias pessoas. E, na maioria delas veio tristeza, decepção. E muito medo. Esse era o sentimento mais comum entre eles. E é por isso que eu decidi escrever isso.

Pode ter medo, sim. Medo é algo válido e nos deixa alerta. Mas não, não deixe esse medo te paralisar. Cada vez que se sentir fraco, pense na sua história. Naquela pequena criança viada se entendendo, se aceitando. Cada pessoa que você saiu do armário sentindo que o coração ia parar de tão acelerado que ele batia.

A primeira vez que contou no trabalho que é gay fazendo aquele ar de naturalidade quando por dentro se borrava todo. Cada xingamento, cada opressão. A gente já passou por tanta coisa e segue aqui, lindo e pleno (ok, meio cagado mentalmente, mas isso a gente lida).

E se, ainda assim se sentir com medo, acuado, sozinho, o que for, recorra a sua rede de amigos. Eu sou parte dela. Você pode estar lendo isso e nem ser tão próximo de mim, mas não é hora disso. É hora de união. E eu estou aqui, para quem quiser falar, se abrir, ajuda.

Se cada um ajudar as pessoas no seu entorno, as vidas de todos nós será tão melhor.

E como diz a arte: Ninguém solta a mão de ninguém!