O Bife à Parmegiana do Johny´s #OláCentro

Bife à Parmegiana é definitivamente um dos meus pratos preferidos. Tem carne, tem molho, tem queijo, tem fritura. E tem batata frita!

Por isso, se tem Parmegiana, eu costumo estar dentro. E não é de frango, é de carne mesmo. Bovina. Por isso, quando ouvi pela primeira vez “Ah, a parmegiana do Johny’s é maravilhosa” eu já quis ir conhecer.

Mas antes de falar dela, vamos falar da rua que o bar fica. A Canuto do Val fica na Vila Buarque (ou na Santa Cecília, depende de onde você consulta) e se você não a conhece pelo nome, com certeza conhece pela “Calçada da Fama”. É lá que a Lilian Gonçalves — dona de metade da rua e filha do Nelson Gonçalves — quer criar a Calçada da Fama brasileira. Hoje tem umas estrelas furrecas, mas é uma rua bem gostosa.

E é lá que fica o Johny’s. Você passa na frente e não dá nada (ou melhor, não dava que agora eles expandiram em mais de uma unidade ali mesmo). É um bar normal. Até olhar um pouco mais de perto e ver que a fauna se divide entre hipsters e famílias (e aí eu acabo sendo um hipster).

Mesinha na calçada, cerveja gelada e a bendita da Parmegiana. Da primeira vez que fomos, cometemos o erro de pedir uma porção antes. Fica o ensinamento: NÃO PEÇA. Elas valem a pena, mas quando você pede a parmegiana, a surpresa. Uma para duas pessoas alimenta uma cidade pequena do interior.

Sério, é enorme. E com muito arroz e muita batata. A carne vem macia, com um molho saboroso e muito queijo, que estica quando você vai comer. O preço é justo (ainda mais pelo tamanho) e eles já estão mais que habituados a embalar para viagem as sobras. Então vai a dica: peça a quantidade para o número de pessoas da mesa e ainda saia com o jantar na mão!

Like what you read? Give André Sobreiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.