O dia que eu posei pelado…

André Sobreiro
Oct 31, 2019 · 2 min read

O título já deixa claro do que eu vou falar aqui, né? Mas antes, vamos voltar no tempo da minha história. Como 99,99% das pessoas eu tenho questões com meu corpo. Mas isso não me faz esconder ele. Tenho zero pudor com meu corpo, com minha nudez, inclusive faço um exercício regular de me olhar no espelho sem roupa alguma. É assim que vejo que os defeitos são irrelevantes e o que eu sou bom.

Foto: Rafa Nogueira

Com essa bagagem, sempre tive curiosidade de fazer um ensaio nu. Um dia eu vi as fotos de um amigo e achei elas bem bonitas. Assim, no impulso mesmo, falei pra ele que eu queria posar. Foi assim que eu cheguei no Rafa Nogueira, que eu já conhecia pelo seu projeto de musicais, o Musical Cast.

Aqui foram algumas semanas entre o “oi, quero posar pelado para você” e eu de fato nu. Nesse período, fui conhecendo mais do Rafa e ele de mim. E já afirmo que essa fase foi fundamental. Trocamos ideias, vontades, interesses e, pouco a pouco ele foi me deixando mais à vontade.

Eis que chegou o dia. Que experiência divertida. E difícil. Como eu já imaginava, a nudez não foi mesmo uma questão para mim. Isso não quer dizer que é fácil. Você está ali, sendo olhado, observado, em situações, digamos, animadas. E em posições que, se ficam bonitas na foto, não são exatamente confortáveis.

E eu queria aqui, publicamente, agradecer ao Rafa. Você me proporcionou uma experiência tão importante, tão transformadora. Sua sensibilidade foi me relaxando, me fazendo me divertir. Seu olhar em um corpo não padrão é lindo. Eu olho as fotos todo santo dia e sempre me encanto com o resultado. E veja bem, é um corpo que eu convivo desde 1983. Mas é o seu olhar que deu uma novidade para ele.

Se eu faria de novo? A hora que ele me chamar eu vou. E se não chamar, ele já sabe que eu me ofereço mesmo.

Ah, e quem quiser ver as fotos, estão todas aqui. Mas, aviso desde já: nudez explícita. Direta. Abram sabendo.

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

André Sobreiro

Written by

Vivo de internet e cultura! Edito esse blog, o Salada de Cinema e muito mais coisa por aí!

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

More From Medium

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

O isolamento me fez blogueiro…

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

Fazendo do limão uma limonada…

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

More on Andre Sobreiro from André Sobreiro

Eu quero falar sobre culpa…

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade