O novo Joca

Eu já havia dito algo sobre o tem lá no meu Facebook. Mas acho que vale um registro um pouco mais elaborado da situação até para os que tiverem o mesmo problema que eu.

O meu Joca foi abandonado e resgatado antes de vir aqui pra casa. E talvez por isso (não tem como a gente saber exatamente) ele sofre com um pequeno problema: ele entra em PÂNICO com a ideia de ficar sozinho em casa.

Ok, eu trabalho de casa, isso facilita muita coisa. Ele tem a minha companhia durante o dia todo. Mas quando eu preciso sair, pela razão que for, não posso deixá-lo sozinho em casa que começa a chorar e a latir muito alto sem parar. E meu coração mole de pai se derrete.

No começo foi um tormento para mim e para meus vizinhos, que reclamaram bastante. Com a adaptação, passei a encontrar alternativas, contar com a inestimável ajuda do Thi e do Edu que ficam com ele sempre que eu preciso sair para uma reunião, marcar coisas com os amigos em locais dog friendly.

Eu gosto da companhia dele, que não soe o oposto. Mas nem sempre dá pra levar ele em tudo. E quando eu quero ir a um cinema? E locais que ele não é bem-vindo? Isso sem contar algo mais importante: e a independência dele? Não é saudável ele ser assim tão dependente de mim.

Por isso tudo que decidi tem um tempo (e o apoio materno) começar um processo de educação dele. Depois de muita pesquisa e procura eu cheguei na Tudo de Cão. Depois de bastante conversa acertamos a primeira aula, mais focada em explicar a situação, conhecer mais do que faremos e tudo mais.

Confesso que terminei bem empolgado. Tenho a minha cota de mudanças também, pra ajudar o Joca a ser um mocinho.
 Veremos. Prometo trazer updates por aqui.


Originally published at andresobreiro.com.br.