André Sobreiro
Sep 16 · 2 min read

Dia desses, em meio a uma conversa eu comecei uma reflexão que eu decidi trazer aqui e vai exigir uma enorme viagem no tempo.

1999. Esse foi o ano que eu decidi que queria fazer teatro. Nunca fui de uma família ligada a arte e a cultura. E eu era muito introspectivo, então soou mais estranho ainda. Foram dois anos bem desafiadores para mim que eu decidi encerrar para me dedicar ao vestibular.

Mas esse embrião ficou ali, sempre me incomodando. Em 2016, 17 anos depois eu voltei em um curso livre. Ali eu voltei a sentir aquela chama de desafio. Mas eu sabia desde o começo que eu queria mais que aquilo. Não que aquilo não seja bom, não entendam mal. Mas não era o que eu queria para mim com a arte, com o teatro.

Foi ali que eu entendi que eu amo o teatro e que eu gosto do palco. Percebem a diferença? Acho gostoso estar no palco, quero voltar, mas quero estar em mais e mais partes desse universo. Foi assim que decidi buscar novos vôos.

Assim comecei a estudar Gestão Cultural. Assim decidi empreender nessa área e, mesmo o projeto não estando mais na rua, eu levo o aprendizado com cada erro e cada acerto que tive.

Aliás, foi por esse caminho que cheguei nesse ponto que estou hoje. Tem duas semanas que entrei no time de comunicação do Teatro da Rotina. Isso mesmo, aquele menino que queria fazer teatro lá nos anos 90 está com o projeto no colo e tomando decisões grandes sobre um projeto de nome.

Três anos separam de quando decidi voltar ao teatro. VINTE ANOS da primeira vez que decidi embarcar nessa jornada. Tem muito, mas muito aprendizado mesmo até chegar nesse lugar que eu embarquei.

A ansiedade poderia ter me consumido e ela me atacou várias vezes. Aquela sensação de “será que nunca vai chegar a minha hora?”. Mas eu segui, eu persisti, e uma nova jornada só começou.

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

André Sobreiro

Written by

Vivo de internet e cultura! Edito esse blog, o Salada de Cinema e muito mais coisa por aí!

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade