Sexo com ou sem intimidade?

Começo esse post com uma pergunta que eu já admito não ter uma resposta. Ok, talvez enquanto eu escrevo esse post, pode ser que encontre uma resposta, mas agora não. E o motivo é: ambos tem suas vantagens.

Como estou na vibe de otimismo, gratidão, queimar uns incensos e etc, não vamos conversar aqui da parte ruim, só das boas, ok?

Sexo com intimidade, por conceito, é bom. Pode ser namorado, um amigo, um peguete, mas é bem bom você se pegar com alguém que te conhece. Pare e pense um minuto: qual é AQUELE lugar que te deixa doidinho? Pensou? Agora pare e pense nessa pessoa que sabe desse lugar e o explora, brinca com ele, te deixa doido. Bom, né?

E a delícia que é o sexo sem as nossas neuras com o corpo? Alguém que já te viu pelado, já sabe como é, e você pode relaxar e só curtir.

Mas, do outro lado, um mistério sempre cai bem, não é? Ir descobrindo um corpo novo, com suas qualidades e seus defeitos é sempre divertido. E do que a pessoa gosta? Você está ali, sem fazer a menor ideia, só tem um jeito (legal) de descobrir: explorar. As possibilidades são infinitas.

E convenhamos, um bom sexo pode virar um novo relacionamento, de um amigo a um casamento, vai do que você está aberto a. E conhecer gente nova é sempre bom.

Enfim, disse no começo e repito agora: não sei escolher. Posso escolher os dois? Sim, posso! Melhor coisa. E você: com ou sem intimidade? Ou é dos meus?