Sexo todo dia? Tô de boas!

André Sobreiro
Apr 20, 2018 · 2 min read

Sim, já começo sendo bem sincero: nada de sexo todos os dias. Isso quer dizer que eu sou frígido, que não gosto de sexo ou algo assim? Claro que nem (pelo menos eu acho que não). Quero dizer apenas que esse mito de que a gente adora sexo todo dia e faria toda hora, em todo lugar é isso mesmo: um mito.

Ok, algumas pessoas se enquadram nessa situação, mas elas são minorias. Então, se na mesa do bar alguém falar que fariam todo dia e várias pessoas concordarem, pode começar a olhar com atenção que tem gente querendo contar vantagem ali.

Perguntei aos meus amigos — sempre tão solícitos a falar de sexo, impressionante — sobre a quantidade que eles fazem de sexo na semana. Fazendo uma média entre eles deu duas vezes na semana. Ah, mas você está entrevistando só gente bem mais velha, vulgo da sua idade, podem afirmar alguns. Então digo que falei com gente dos 23 aos 47. É uma boa variação, vai?

E honestamente: é uma boa média. Sério, eu não teria pique para fazer sexo todo dia (parabéns a você que realmente tem). Tem dia (ou noite) que a gente só quer ver um programa de culinária no GNT, ler um livro, ficar abraçadinho ouvindo música, essas coisas. E já que estamos sendo honestos, tem dias que a gente só quer mesmo uma boa punheta, que a gente mesmo se resolve e fim.

Ok Darrenzinho, a gente repensa esses números.

Mas, mesmo sendo uma média boa, a gente sempre tende a ter o fogo (ainda bem, e que siga assim). De todos os que eu falei, apenas um disse que a média está boa. Todo mundo aumentaria pelo menos mais uma fodinha na semana. E esse que está feliz com a média, é de namoro recente, então ele ajuda a subir a média.

E como nada é unanimidade, lancei a escolha: sexo meia boca (ou sem boca nenhuma) todo dia ou uma vez ao mês fenomenal? E a qualidade ganhou de lavada! Só uma pessoa prefere todo dia e pronto.

Então, onde eu quero chegar com isso? Primeiro em lugar nenhum. Segundo que, quando estiver no bar, se você já tem mais de 20 aninhos, para de contar vantagem. Esses metelões são espécimes raros. Quase ficção. Eu e você, meu amigo homossexual mediano, não trepamos tantas vezes assim. E tá tudo bem.

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

André Sobreiro

Written by

Vivo de internet e cultura! Edito esse blog, o Salada de Cinema e muito mais coisa por aí!

André Sobreiro

A vida como ela é: colorida e com tons de cinza

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade