Gente boa também mata e a pornografia estupra a mente

Feliz 2017! Caros leitores!

Uma das resoluções do ano é escrever quinzenalmente aqui, vou me esforçar o máximo :]

Viralizou na internet várias versões da propaganda, confusa, do Ministério dos Transportes, portos e aviação civil do Governo Federal. Nela parece que não ficou tão claro o que a campanha queria dizer.

Parei uns segundos para tentar entender qual era a ideia real da campanha. Pelo que pesquisei a campanha em si é legal, o video (disponível neste link) faz todo o sentido, vendo duas ou três vezes talvez, mas acho que o erro maior foi quando tentaram tirar pro papel essa ideia.

Muita gente fez piadas e tem até algumas bem engraçadas como você pode ver mais embaixo:

E o assunto não parou por aí, nesta terça feira (10) o Conar, conselho nacional de autorregulação publicitária, abriu um processo contra o Ministério e a Link Publicidade, responsável pela campanha “Rodovida”. Em tese os críticos disseram que a campanha faz uma má associação de pessoas que estão cumprindo legítimos interesses sociais à quem desrespeita as leis de trânsito, outros consideraram a campanha confusa.

O Governo federal emitiu uma nota (05/01) informando que já está em processo a retirada dos cartazes das ruas, embora não fará o mesmo com as peças na TV e na Internet.

Na mesma semana o Projeto de Lei: 6.449/2016, apelidado como “lei anti-masturbação” do Deputado Federal Marcelo Aguiar (DEM/SP) publicado no dia 9 de dezembro de 2016 chegou ao boom das redes sociais.

A preocupação inicial do Deputado é que os jovens estão ficando cada vez mais autossexuais, em seu texto ele afirma que “a pornografia veio substituir a prática sexual com outra pessoa”. Na prática o projeto de lei visa proibir junto com as operadoras de internet o acesso a site de conteúdos pornográficos.

Dando uma passada neste mesmo dia em meu Facebook vi um post dizendo: “A Pornografia estupra sua mente” em caixa alta, com vários comentários apoiando este projeto de lei. Não era de se esperar que teria louco para tudo, eu fiquei analisando se esse é o tipo de lei que mudaria o Brasil, com esses argumentos conservadores e que não fazem sentido. Porque na real não faz sentido um Deputado Federal, pastor, criar uma lei anti-masturbação, isso entra no discurso da liberdade individual, do que separa o homem do estado.

Mas não parei por aí, lembrei que em 2014 participei de um ONG chamada 27 Milions, que tinha como norte trabalhar com o Tráfico de Pessoas em toda sua complexidade e de uma forma mais abrangente no Tráfico Sexual. Tive oportunidade de participar de palestras no qual mudaram minha percepção quanto a pornografia, prostituição e o valor que as pessoas possuem para o capital.

Hoje o Tráfico de Pessoas é um dos mais rentáveis que só perde pro Tráfico de Armas. Neste documentário você ter uma visão mais afundo num contexto Brasil.

Documentário R$ 1 — O Outro Lado da Moeda (2014)

Tá, você deve estar se perguntando o porquê de dois assuntos tão diferentes num mesmo post, certo? Xá comigo que vou explicar :]

A real é que acredito que o que tem de comum nesses dois assuntos é a forma como eles foram comunicados, todo mundo sabe que se formos imprudentes corremos riscos não só com nossa saúde, mas com as dos demais a nossa volta. Assim como se você for mais além do que entrar no site pornô você vai ver que lá a coisa é muito mais suja do que parece e por incrível que pareça a pornografia auxilia o Tráfico de Pessoas cada vez mais.

Acredito que em ambas noticias esses assuntos precisam ser levados a sério. Cansei de ver amigos que checam suas redes sociais, escolhem músicas, gravam snapchat e tem gente que tira esse tempo até pra responder os e-mails ao volante. Todos eles são gente boa, não matariam ninguém atoa. A real é que toda gente boa, precisa continuar boa, precisa ir além do que é bonito e digno de likes para o que é sensato e prudente fora dos holofotes.

A lei “anti-masturbação” é boa, em uma entrevista de rádio o autor explicou que a ideia é auxiliar os pais no controle do acesso à pornografia com seus filhos, é criar mecanismos mais seguros junto as operadoras. Mas a pornografia vai muito além disso. Antes que o governo possa intervir ou não, você precisa saber sobre o que realmente a pornografia é e indico este post pra você entender melhor a ideia:

Em resumo a realidade de quem está fazendo os filmes não é de prazer, muitas vezes as mulheres são assediadas a fazerem cenas fora do contrato, tem uma série de questões sobre a relação das atrizes pornôs com a prostituição, sem contar os problemas desse constante abuso fisico e psicológico.

Você pode pensar que realmente é banal trazer à tona um projeto de lei anti masturbação, assim como realmente é. Mas talvez não falte dados do quanto precisamos rever os conceitos sobre a industria do sexo e sua constante ligação com um dos grandes problemas que é o Tráfico de Pessoas.

Por isso acredito que a P.L. 6.449/2016 não comunica bem o que precisa ser. E ainda coloca uma preocupação secundária, frente a necessidade de proteger e respaldar o direito à liberdade dessas mulheres do sexo.

Precisamos cada vez mais refletir e encontrar meio saudáveis para que o debate em nossa sociedade seja visto como um objeto de progresso e não de descaso. Espero que este episódio realmente levante questões importantes sobre temas essenciais como a liberdade e vida.