Para não confundir minha literatura.

Só se define algo porque há outros opostos. Se chamo um fogão de fogão, é para eu não confundir com uma pia. O fogão tem sua vivência, a pia tem outra. Perguntaríamos, se pudéssemos, para ambos os objetos o porquê da pia ter de ficar com as louças sujas do fogão e respostas diferentes seriam ditas. Sabe, esta é a resposta para a pergunta: por que damos nomes a tudo? Eu entendo a literatura LGBTT a partir deste sistema. Defino minha literatura de LGBTT pelo óbvio, a princípio, porque faço questão dela não ser confundida com tantas outras literaturas. Porque ela vem de uma escrevivência que não é heterossexual, cisgênera e binária. Porque a resposta e reflexão que tenho para a sociedade, sobre a sociedade, é diferente da resposta e reflexão de alguém cis-heteronormativo. Simples assim.

Compartilhem se puderem, deixem seus comentários e sejam felizes, pessoas.

_______________________

Venha curtir ➸ Diversificando no facebook ❤
fb.me/blogdiversificando

Like what you read? Give Matheus Gaudard a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.