15 dicas para o profissional do livro digital

Você já pensou em tornar-se um “Técnico de produção de livros digitais”? Saiba aqui o que você precisa conhecer para desfrutar esta oportunidade.

Outro dia encontrei um anuncio de oferta de emprego que procurava um “Técnico de produção de livro digital”. Achei interessante indicar o que este técnico precisaria ter como conhecimento.

Aproveitei assim o lançamento do meu curso online de técnicas de produção de livros digitais e elaborei estas 15 dicas sobre o que é necessário conhecer para iniciar na profissão.

1. Ter conhecimento básico sobre mercado de livros e tendências do mercado digital

Um técnico de livros digitais irá trabalhar com livros, de modo específico com livros digitais. Apesar de não ter o dever de ser especialista em mercado e marketing é muito bom ter um conhecimento básico sobre o que está acontecendo a sua volta.

2. Conhecimentos dos formatos mais usados no mercado: vantagens e limites de cada um

Este item é essencial! É preciso ter um bom conhecimento sobre os vários formatos que estão no mercado. Conhecer os pontos fracos e os fortes e, sobretudo, quais são os objetivos dos formatos. Cada formato digital nasceu para responder a uma necessidade do usuário e do conteúdo. Dominando isto você saberá qual formato é o melhor para determinado tipo de conteúdo. Somando isto ao ponto #1 você vai saber fazer escolhas críticas na hora de oferecer um tipo de produto ao cliente.

3. Especificações dos formatos ePub2, ePub3 e MOBI

O formato ePub tornou-se o “padrão” para livros digitais e não há como fugir dele. Portanto, é fundamental conhecer as especificações deste formato e suas variações (ePub2, ePub3, ePub3 com Layout Fixo, etc…). Não pode ficar de fora o conhecimento do formato Mobi, especifico da Amazon, pois a empresa tem um papel fundamental no mercado atual.

4. Conhecer as modalidades de produção de um livro digital

Conhecer os formatos permitirá a você entender também como produzir um livro digital e quais técnicas usar. Não existe apenas um modo, a produção pode variar dependendo de onde o conteúdo está atualmente (Indesign, Word ou PDF?) e para qual formato você precisa produzi-lo (ePub, Mobi, folio, PDF?).

5. Conhecimento de HTML e CSS

Apesar de muitos acharem que isto é coisa para nerds, quem se aproxima do livro digital precisa enfrentar este capítulo. É verdade que com os instrumentos atuais é possível publicar vários formatos sem conhecer uma linha de HTML, mas o profissional que tiver um bom conhecimento destas linguagens vai estar um passo à frente no mercado.

6. Conhecimento dos conceitos básicos de Web Design

Produzir um livro digital fluido não é o mesmo que produzir um livro impresso. E projetar também é diferente. Portanto é importante conhecer as técnicas de design usadas na web (como o progressive enhancement, layout responsivo, layout fluido) que além de serem já consolidadas estão bem próximas aos formatos ePub e MOBI, fora o fato de serem fundamentais em WebApps.

7. Ter um bom conhecimento de edição de imagens, áudio e vídeo

Este é um item que parece óbvio. Mas não é. Ter um bom conhecimento dos formatos de imagens, vídeo e áudio usados na internet irá permitir ao designer de livros digitais dominar todo o processo e saber o quê e quando utilizar.

8. Saber produzir um livro digital com o Indesign

Item fundamental na mochila do técnico de produção de livros digitais. As editoras trabalham principalmente com o Indesign e precisam reutilizar o conteúdo que já foi diagramado nele. Portanto, conhecer o Indesign e suas características é item fundamental no curriculum.

9. Saber produzir um livro digital diretamente de um documento de texto

Muitas vezes o conteúdo não está no Indesign, mas sim em um documento Word. O que fazer? Simples: produzir diretamente do Word! Nem sempre é necessário passar pelo Indesign, e evitar este percurso pode economizar muito tempo. E, como dizem: tempo é dinheiro!

10. Saber como como produzir um livro digital a partir de um PDF

Mas e quando os livros estão em PDF? O jeito é produzir a partir deste formato. Isto traz várias dificuldades que podem ser superadas com um pouco de conhecimento, paciência e organização.

11. Conhecimento de tipografia digital

Você irá trabalhar com livros e estes possuem textos apresentados com uma fonte. Conhecer os tipos de fontes e os formatos usados no digital podem fazer a diferença entre um profissional de qualidade e um medíocre.

12. Conhecimento dos softwares de leitura

Este item também é obvio, ou parece ser. Quem produz livros digitais precisa estar familiarizado com os softwares e aparelhos de leitura. É essencial ter ao menos algum conhecimento teórico deles para a realização testes e interpretação de erros.

13. Conhecer as especificações das lojas

Pra completar o curriculum é importante conhecer as especificações de cada loja e o que elas têm a oferecer. Este conhecimento vai permitir a produção de livros digitais que funcionem em todas (ou quase) e também oferecer ideias de produtos específicos para cada uma delas.

14. Capacidade de resolução de problemas

Deu erro, deu problema? Muita calma neste momento. É fundamental ter uma mentalidade direcionada à solução rápida dos erros e problemas que podem vir a ocorrer (e virão com certeza!).

15. Curiosidade e boa vontade

Definitivamente, “curiosidade” e “boa vontade” não são disciplinas possíveis de se ensinar em um curso! Sendo a produção de livros digitais uma área nova, é importante estar sempre ligado às novidades do mercado e ter a boa vontade de correr atrás das novas tecnologias.

Gostou destas dicas?

Então compartilhe com os amigos e baixe o PDF com todas elas.

Visite a página do curso online de produção de livros digitais para se tornar um técnico de livros digitais. [visitar a página]

Aprenda tudo o que você precisa sobre livros digitais com o curso Técnicas de produção de livros digitais.
Show your support

Clapping shows how much you appreciated José Fernando Tavares’s story.