Seja bem-vindo: Watson Assistant!

A API de Watson Conversation foi renomeada e agora se chama Watson Assistant! 🙌

Poxa Stéfany, eu sabia tudo sobre o Conversation agora vou ter que reaprender a usar a API? Não! A mudança para o Watson Assistant mantém tudo o que tinha no Conversation (quer saber mais, tem tudo aqui nesse post), mas também mostra a expansão do serviço que agora tem mais capacidades.

Se você já tinha um serviço de Conversation criado, não se preocupe, a IBM Cloud migrou o seu serviço automaticamente para o Assistant adicionando as novas funcionalidades.

1. Conteúdo pré treinado:

O catálogo vem com intenções pré-treinadas de assuntos diversos

Ao adicionar um dos assuntos no workspace, automaticamente as intenções são importadas. O legal é que, mesmo que adicionemos uma intenção, podemos editá-la e colocar mais exemplos. Desta maneira, o seu projeto ficará muito mais completo e você não terá que "perder tempo" com intenções comuns.

Mas Stéfany, adicionando tudo isso, vou gastar toda a minha camada lite… Aí que você se engana! Com a atualização, a camada lite expandiu o número de intenções e entidades!

2. As referências da API mudaram:

Para mais informações acesse a API Reference.

3. Pesquisa de intenções e entidades:

Esta funcionalidade será extremamente útil para workspaces com muito conteúdo.

4. Métricas de interação:

O Watson Conversation já tinha um dashboard para visualização de um resumo das interações do usuário com o bot.

Este ícone selecionado leva para a aba de Improve

Agora, essa aba de Improve ficou ainda mais completa com a visualização do tráfego de informações ao longo de um período e as intenções e entidades mas frequentes.

As novidades encontram-se também no filtro de dados. Podemos tanto "Refresh Data" e assim atualizar os dados automaticamente, e escolher o período de visualização com o "Time Period Control".

5. Variáveis de contexto

No Watson Conversation, já tinhamos a opção de definir variáveis de contexto. Mas agora com essa atualização ficou muito mais fácil.

A seguinte interface aparecerá ao abrir o context editor:

Por exemplo, eu defini um nome para a variável e guardo o que o usuário escrever com o <?input.text?>.

Essa funcionalidade já era possível no Conversation, mas a definição de variáveis de contexto era feita somente no JSON Editor. Agora ficou muito mais prático!

Abaixo o fluxo e a interação resultante (utilizando o context editor).

Este link é excelente caso você queira saber mais sobre definição de variáveis de contexto.

6. Pastas

Encontrar e organizar os nós eram problemas recorrentes quando o projeto começava a ficar muito completo.

Com essa atualização, podemos criar pastas de nós com conteúdos específicos, ou até mesmo criar uma pasta que será acessada somente em certas condições.

7. Digressions

Uma digressão ocorre quando o usuário está no meio de um fluxo de nós de diálogo e muda abruptamente para outro conteúdo de outro fluxo. Isso já era possível no Watson Conversation, voltando ao início da árvore de decisão. Mas, agora ficou ainda mais fácil e o fluxo tornou-se mais humanizado!

Por exemplo, imaginem o bot de pedido de pizza do meu post anterior:

O usuário começa a fornecer as informações e no meio dos slots de reserva ele pergunta sobre opções de pagamento. A caixa de diálogo responde a nova pergunta do usuário ao encontrar um nó que condiciona a intenção #pagamento. Em seguida, retorna à conversa que estava em andamento mostrando no prompt o diálogo original.

As configurações de digressão variam se se tratar de um nó pai, um nó filho, um nó com filhos ou um nó com slots.

Além disso, temos duas opções de digressão "away from" e "into".

Esse link explica mais sobre as digressões!


Por enquanto são essas as atualizações. E aí, gostaram das novidades??! 👍👍👍