A CRISE E A OPORTUNIDADE

O mercado editorial no Brasil teve queda real de 5,2% em 2016. Uma queda que, acumulada aos dois anos anteriores, supera a marca de 20%, segundo números apontados pela última edição da pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). Em contrapartida, o Kindle, plataforma de leitura digital da Amazon, teve um aumento de 90% no seu catálogo desde dezembro de 2014, quando foi lançado.