7 Coisas Que Você Precisa Parar de Fazer Para Ser Mais Produtivo, Comprovado Pela Ciência

Trabalhe Muito, Trabalhe Inteligente


Quando eu tinha 17 anos, eu costumava trabalhar e estudar por cerca de 20 horas por dia. Eu ia à escola, fazia a minha lição de casa durante os intervalos e gerenciava uma organização sem fins lucrativos à noite. Naquela época, trabalhar bastante me proporcionou inúmeras campanhas nacionais, oportunidades de trabalhar com empresas de renome e uma carreira de sucesso. Quando fiquei mais velha, comecei a pensar diferente. Percebi que trabalhar demais nem sempre é o caminho certo para o sucesso. Às vezes, trabalhar menos pode, realmente, produzir resultados melhores.

Tome como exemplo o empresário de uma empresa pequena, que trabalha sem parar. No entanto, trabalhar muito não vai ajudá-lo a competir com seus milhões de concorrentes. O tempo é um bem limitado. Um empresário pode trabalhar 24 horas por dia e 7 dias por semana (o máximo que qualquer um pode trabalhar, na verdade). Seu concorrente pode sempre gastar mais dinheiro, ter uma equipe maior e gastar muito mais tempo em um mesmo projeto. Então, por que as pequenas startups conseguiram realizar coisas que as grandes empresas não conseguiram? Facebook comprou o Instagram, uma empresa de 1 bilhão de dólares e apenas 13 funcionários . Snapchat, a jovem startup com 30 funcionários, está recusando ofertas de gigantes da tecnologia como Facebook e Google. Parte de seus sucesso foi baseado em sorte — o resto é baseado em eficiência.

A chave para o sucesso não é trabalhar demais e sim, trabalhar de forma inteligente.

Há uma diferença visível entre ser ocupado e ser produtivo. Ser ocupado não significa, necessariamente, que você está sendo produtivo. Ser produtivo tem menos a ver sobre a gestão do tempo e muito mais sobre o gerenciamento da sua energia. É o negócio da vida. Precisamos aprender como gastar a menor quantidade de energia para obter o máximo de benefício. Eu tenho muita sorte em trabalhar com uma equipe incrível aqui no Filemobile. Todos sempre me desafiam e me ajudam a organizar as prioridades para me tornar mais produtiva. Aprendi a reduzir a minha jornada de trabalho de 80 para 40 horas e a ter muito mais resultados no processo. Em outras palavras, menos é mais.

Aqui estão as 7 coisas que eu deixei de fazer para me tornar mais produtiva.

1. Pare de fazer hora extra e aumente a sua produtividade

Você já se perguntou, alguma vez, como surgiu a semana de trabalho de 40 horas? Em 1926, Henry Ford, empresário e fundador da empresa americana Ford Motor Company, realizou experimentos com resultados interessantes: quando você reduz as suas horas diárias de trabalho de 10 para 8 horas e encurta a semana de trabalho de 6 para 5 dias, a sua produtividade aumenta.

Fonte: Calculando Perda de Produtividade Devido a Horas Extras Usando Gráficos Públicos — Fato ou Ficção (Calculating Loss of Productivity Due to Overtime Using Published Charts — Fact or Fiction)

Quanto mais você trabalha, menos eficaz e produtivo você se torna a curto e longo prazo. Relatório “Efeito de Horas Extras em Projetos de Construção”, divulgado pelo The Business Roundtable, em 1980 estados.

Sempre que a jornada de trabalho de 60 ou mais horas semanais continuar por mais de dois meses, o efeito cumulativo da redução da produtividade resultará em mais atrasos na conclusão de trabalhos, do que se tivesse sido feito com a mesma equipe, em uma jornada de 40 horas semanais”.

Fonte: Calculando Perda de Produtividade Devido a Horas Extras Usando Gráficos Públicos — Fato ou Ficção (Calculating Loss of Productivity Due to Overtime Using Published Charts — Fact or Fiction)

Em um artigo para o AlterNet, a editora Sara Robinson citou uma pesquisa realizada pelo exército norte-americano que revelou que “perder uma hora de sono por noite durante uma semana causa um nível de degradação cognitiva equivalente a 0,10% de álcool no sangue”. Você pode ser demitido por trabalhar bêbado, mas é considerado aceitável passar a noite toda estudando.

Independente do quão bem você foi capaz de levar o seu dia após aquela noite sem dormir, é improvável que você tenha se sentido super otimista e contente com o mundo. Ter uma perspectiva mais negativa do que o normal é resultado de um mau humor generalizado, como consequência normal de estar cansado. Mais importante do que apenas o humor, essa mentalidade, muitas vezes, vem acompanhada da redução da vontade de pensar e agir de forma pró-ativa, do controle de impulsos, de se sentir positivo sobre si mesmo, de ter empatia com os outros e, geralmente, do uso da inteligência emocional.
Fonte: O Mundo Secreto do Sono: A Surpreendente Ciência da Mente em Repouso (The Secret World of Sleep: The Surprising Science of the Mind at Rest)

É importante não nos sobrecarregarmos e dormirmos o suficiente para manter um alto nível de produtividade. Da próxima vez que você se perguntar por que você não está sendo tão produtivo, o motivo pode ser, simplesmente, que você é uma das 70% de pessoas que não dormem o suficiente.

Você sabia?

Leonardo da Vinci tirava vários cochilos durante o dia e dormia menos durante a noite.
O imperador francês Napoleão não tinha vergonha de cochilar. Ele fazia isso diariamente.
Embora Thomas Edison tivesse vergonha sobre o seu hábito, seus cochilos eram rituais diários.
Eleanor Roosevelt, esposa do Presidente Franklin D. Roosevelt, costumava aumentar a sua energia ao cochilar antes de suas palestras.
Gene Autry, “o Cantor Cowboy,” tinha o costume de cochilar em seu camarim entre suas performances.
O Presidente John F. Kennedy almoçava em sua cama e tirava um cochilo depois — todos os dias!
Empresário do mercado petrolífero e filantropo John D. Rockefeller, dormia todas as tardes em seu escritório.
As sonecas da tarde de Winston Churchill não eram negociáveis. Ele acreditava que isto o ajudava a produzir mais que o dobro a cada dia.
Presidente Lyndon B. Johnson tirava uma soneca todas as tardes às 15h30, a fim de quebrar o seu dia em “dois turnos”.
Embora criticado por isso, o Presidente Ronald Reagan também era famoso por seus cochilos.
Fonte: 5 Razões Pelas Quais Você Deve Cochilar Todos os Dias (Reasons Why You Should Take a Nap Every Day) — Michael Hyatt

Pessoalmente, desde que eu comecei a ter de 7 a 8 horas de sono por dia, tenho notado uma mudança: me tornei muito mais produtiva e fiz muito mais do que quando eu trabalhava 16 horas por dia. Quem imaginaria que dormir era uma grande ferramenta para os profissionais de marketing?

2. Não diga “sim” com tanta frequência

De acordo com a Lei de Pareto, 20% do esforço produz 80% dos resultados; no entanto, 20% dos resultados consomem 80% do esforço. Em vez de trabalhar mais, devemos nos concentrar nos esforços que produzem 80% dos resultados e deixar o resto de lado. Teremos mais tempo para nos concentrarmos em tarefas mais importantes. Devemos parar de dizer “sim” para as tarefas que geram pouco ou quase nenhum resultado.

“A diferença entre as pessoas bem-sucedidas das pessoas muito bem-sucedidas é que as pessoas muito bem-sucedidas dizem “não” a quase tudo. — Warren Buffet.

Isso gera uma questão: para o que você deve dizer “sim” e para o que você deve dizer “não”? Se você não consegue saber se algo vale a pena o seu tempo, considere fazer um teste de divisão simples. Acompanhe tudo o que você faz e, se possível, otimize.

A maioria de nós diz sim mais vezes do que deveria porque é muito mais fácil do que dizer não. Ninguém quer ser tido como chato.

Em um estudo de 2012 publicado no Jornal de Pesquisa do Consumidor (Journal of Consumer Research), os pesquisadores dividiram 120 alunos em dois grupos. Um grupo foi treinado para dizer “Eu não posso”, enquanto o outro foi treinado para dizer “eu não sei”. Os resultados foram interessantes:

Os alunos que se disseram “eu não posso comer X” escolheram comer a barra de chocolate 61% do tempo. Enquanto isso, os estudantes que se disseram “Eu não sei comer X”, escolheram comer as barras de chocolate apenas 36% do tempo. Esta simples mudança de terminologia melhorou significativamente as chances com que cada pessoa escolhia uma alimentação mais saudável.

Da próxima vez que você precisar evitar dizer sim, diga “eu não sei”.

Outro grande truque para evitar fazer atividades que não agregam valor o suficiente para a sua vida é a regra dos 20 segundos: dê-se mais 20 segundos para as atividades que você não deveria estar fazendo.

Diminua a energia de ativação dos hábitos que você deseja adotar e aumente para os hábitos que você quer evitar. Quanto mais pudermos reduzir, ou até mesmo eliminar a energia de ativação para as nossas ações desejadas, mais iremos aumentar a nossa capacidade para dar início a uma mudança positiva.
Fonte: A Vantagem da Felicidade: Os Sete Princípios da Psicologia Positiva que Impulsiona o Sucesso e a Performance no Trabalho (The Happiness Advantage: The Seven Principles of Positive Psychology That Fuel Success and Performance at Work)

3. Pare de fazer tudo sozinho e permita que outras pessoas te ajudem

Em um dado momento da minha carreira, eu estava administrando uma comunidade muito grande e não conseguia dar conta. Tentei fazer tudo sozinha. Eu acabei me estressando, mas a comunidade acabou assumindo o controle e a se auto gerenciar. Surpreendentemente, os integrantes fizeram um trabalho muito melhor do que eu tivera feito. Aprendi o poder da comunidade e por que as marcas precisam de conteúdos gerados pelo usuários.

Os consumidores entendem o que eles querem e como querem melhor do que qualquer profissional de marketing. Você sabia que, de acordo com a Octoly, os vídeos que são feitos por usuários são vistos 10 vezes mais do que os vídeos feitos por empresas no YouTube? Ao buscar informações sobre uma determinada marca, mais da metade (51%) dos americanos confia mais no conteúdo feito por usuários do que no do website da empresa (16%) ou na mídia sobre a marca (14%). É importante que os profissionais de marketing estejam abertos a isso e procurem pela ajuda de comunidades da marca.


Fonte: Ranking da Mídia Boca-a-Boca no YouTube (Earned Media Rankings on YouTube — Octoly

Ser um bom profissional de conteúdo não tem a ver com criar o melhor conteúdo e, sim, com criar uma grande comunidade que irá gerar conteúdo de alta qualidade para você.

É importante percebermos que podemos procurar ajuda quando necessário. Não podemos fazer tudo sozinhos. É melhor você deixar alguém que possa fazer um trabalho melhor assumir algumas das suas tarefas. Isto vai te dar mais tempo para se concentrar nas tarefas mais importantes. Em vez de desperdiçar seu tempo tentando descobrir alguma coisa sozinho, deixe que os especialistas o ajudem.

Muitas vezes, mesmo que os seus amigos não possam te ajudar, tê-los por perto te ajuda a ser mais produtivo.

Apenas ter amigos por perto pode direcioná-lo à produtividade. “Há um conceito no tratamento de TDAH chamado de “corpo duplo”, diz David Nowell, Ph.D., neuropsicólogo clínico de Worcester, Massachusetts. “Pessoas desatentas produzem mais quando há mais alguém por perto, mesmo que este não esteja treinando ou ajudando-os”. Se você está enfrentando uma tarefa que é maçante ou difícil, como organizando os seus armários ou juntar recibos para declaração de imposto, chame um amigo para ser seu dublê de corpo.
Fonte: Amigofluência: As Maneiras Surpreendendes Que Nossos Amigos Nos Fazem Ser Quem Somos (Friendfluence: The Surprising Ways Friends Make Us Who We Are)

4. Pare de ser perfeccionista

“Descobrimos que o perfeccionismo faz professores tropeçarem a caminho da pesquisa sobre produtividade. Quanto mais perfeccionista for o professor, menos produtivo ele será”, Dr. Simon Sherry, professor de psicologia da Universidade Dalhousie, que realizou um estudo sobre o perfeccionismo e produtividade, diz à revista Assuntos Universitários. Dr. Sherry encontrou uma forte correlação entre o aumento do perfeccionismo com a diminuição da produtividade.

Aqui estão alguns dos problemas associados a pessoas perfeccionistas:

  • Elas gastam mais tempo do que o necessário em uma tarefa.
  • Elas procrastinam e esperam pelo momento ideal. No mundo dos negócios, se é o momento ideal, já é tarde demais.
  • Elas perdem noção do “todo” por estarem muito concentradas nas pequenas coisas.

Os profissionais de marketing, muitas vezes, esperam pelo momento perfeito. E por fazerem isso, eles acabam o perdendo.

O momento perfeito é AGORA.

5. Pare de fazer coisas repetitivas e comece a automatizá-las.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Tethys Solutions, uma equipe de 5 pessoas que passou 3%, 20%, 25%, 30% e 70% do seu tempo com tarefas repetitivas, reduziu este tempo para, respectivamente, 3%, 10%, 15% , 15% e 10% após 2 meses de aumento de sua produtividade.

Fonte: Usando Automação de Software para Aumentar a Produtividade e Competitividade nos Negócios (Using Automation Software To Increase Business Productivity & Competitiveness) — Tethys Solutions

Há uma semana, eu passei 15 minutos escrevendo um programa básico de Python. A ideia era gerar conteúdo a partir dos dados que eu puxei pela API do Twitter usando um bot Ruby e usando o Hootsuite para programá-los em massa. Enquanto eu costumava levar um dia inteiro para fazer isso, agora levo menos de 5 minutos. Hoje em dia, sempre que eu faço algo repetidamente (mais de 5 vezes), me pergunto se eu posso encontrar um programa para fazer isso por mim.

Você não precisa ser um programador para conseguir automatizar as tarefas repetitivas. É bom ter as habilidades ou os recursos, mas não é mandatório. Se você não pode construí-lo, compre-o.

As pessoas costumam se esquecer de que tempo é dinheiro. Elas costumam fazer as coisas manualmente, pois é fácil e não requer quase nenhuma pesquisa. É factível gerenciar 30 imagens no Instagram para a sua campanha de conteúdo feito por usuários. Mas se você tem que gerenciar 30.000 fotos e vídeos, de 5 plataformas diferentes, você precisa de um bom software de gerenciamento de bens digitais. No Filemobile, ajudamos as pessoas a resolverem este problema e a gerarem ainda mais conteúdo criado por usuários. Assim como o gerenciamento de rich media, você pode, facilmente, comprar um software para resolver quase todos os seus problemas na internet.

Se você ainda não conseguiu encontrar uma solução, você pode contratar um especialista para ajudá-lo. Tenha em mente que você precisa gastar dinheiro para ganhar dinheiro e que o tempo é o seu bem mais valioso.

Dicas para quem trabalha com marketing: confira o GitHub ou a biblioteca de script de app do Google. Muitas vezes, você vai encontrar o código open source pronto para uso, sem precisar de muito conhecimento de programação.

6. Pare de adivinhar e comece a se basear nos dados

Se você pode otimizar sites para motores de busca, você pode otimizar suas vidas para crescerem e atingirem o seu potencial máximo.

Há tantos estudos que podem fornecer respostas em uma série de áreas. Por exemplo, você sabia que a maioria das pessoas é mais facilmente distraída do meio-dia às 16h? Esta estatística aleatória vem de uma pesquisa recente liderada por Robert Matchock, professor de psicologia na Universidade Estadual da Pensilvânia. Mesmo que você não consiga encontrar os dados que precisa, não leva muito tempo para realizar um teste A/B.

Por exemplo, na semana passada, fizemos alguns testes para descobrir a melhor maneira de otimizar o preview de imagens no Twitter.

Continue se perguntando como você vai fazer para medir e otimizar tudo o que você faz.

7. Pare de trabalhar e tenha um tempo para fazer “nada”

A maioria das pessoas não percebe que estamos nos trancando em uma caixa quando nos concentramos muito em alguma coisa. É importante se afastar do trabalho de vez em quando e ter um tempo só para nós. Um tempo para ficarmos sozinhos é bom para o cérebro e espírito, segundo O Poder da Solidão (The power of lonely), um artigo no The Boston Globe.

Um estudo em andamento da Harvard indica que as pessoas formam memórias mais duradouras e precisas se elas acreditarem que estão experimentando algo sozinhas. Outro estudo indica que uma certa quantidade de solidão pode levar uma pessoa a ter mais empatia pelos outros. E por mais que ninguém discuta que o excesso de isolamento no início da vida possa ser prejudicial, uma certa quantidade de solidão tem ajudado os adolescentes a melhorarem tanto o seu humor, bem como suas notas na escola.
Fonte: O Poder da Solidão (The power of lonely)

É importante termos tempo para a reflexão. Muitas vezes, encontramos as soluções quando não estamos procurando por elas.

Nós não nos tornamos mais produtivos da noite para o dia. Como tudo na vida, requer esforço. A mudança não vai acontecer se você apenas sentar e esperar por ela. É importante para todos nós aprendermos mais sobre o nosso corpo e encontrar maneiras de otimizar a nossa energia para uma vida mais feliz e bem sucedida.


Gostou do texto? Então clique no botão Recommend, logo abaixo.
Fazendo isso, você ajuda esta história a ser encontrada por mais pessoas.

Não tem conta no Medium? Que tal fazer login clicando aqui? Leva um segundo. Após fazer isso, você pode seguir a publicação oficial do Medium Brasil e receber todos os dias nossas atualizações. Clique e siga o Medium Brasil. ☺

Siga o Medium Brasil | TwitterFacebookRSSCanal oficial

Este artigo foi publicado originalmente no Filemobile Blog

Revelação: Filemobile é um cliente da minha agência, KwinMedia.


P.S. Obrigada por ler até aqui! Se você achou válido, eu agradeceria muito se você clicasse no ícone Recomendo.

P.S.(2) Seja avisado por email sobre os meus próximos artigos sobre os atalhos da vida, marketing, startup e mais.

P.S.(3) Se você quiser ainda mais conteúdo, me persiga no Twitter, Facebook, Google+ , Linkedin, Quora, Instagram e Snapchat (cammipham).

P.S.(4) ( Desculpe, eu adoro P.S.!) Se você quer a minha ajuda para escrever um texto legal como esse para algum blog ou se precisa de ideias para a sua próxima estratégica de marketing baseada em dados, vamos conversar: cpham@kwinmedia.com.