Inovadores x Dinossauros

Um editorial happy hippie

por Miley Cyrus

Em dezembro do ano passado, Leelah Alcorn, uma jovem transgênero, cometeu suicídio. Aquilo me impactou como se eu a conhecesse. Eu me senti conectada a ela. Durante um ano, meu foco tem sido ajudar jovens sem-teto, e foi doloroso ouvir que 40% dos adolescentes sem-teto se identificam como LGBT. Quanto mais eu aprendia sobre o que a vida pode ser quando se é transgênero, mais eu percebi o quanto isto está ligado à falta de um lar. A aceitação é um grande passo para a erradicação dos jovens sem-teto. Ser quem você é e quem você quer ser nada tem a ver com gênero, sexualidade, tipo de corpo, raça ou idade.

Não fico quieta e não me acanho diante de questões de discriminação à comunidade LGBT porque, ao alienar as pessoas, fica mais difícil trabalhar , viver em sociedade, ter uma casa, uma família, o que pode resultar em mais gente morando na rua. Eu sempre quis aprender mais sobre outros desafios da comunidade LGBT, como a violência contra as mulheres transgêneras, a AIDS e a condenação da família. Tudo o que é belo neste planeta leva tempo, mas é com o tempo que vem a mudança. É por isso que eu estou lançando a Fundação Happy Hippie — porque toda vida tem valor e devemos fazer com que aqueles que questionem seu valor sintam-se protegidos.

A arte começa como uma tela em branco e tem de ser pintada por alguém com uma visão para se tornar uma obra de arte. Nós somos nossas próprias telas — devemos ser livres para criar qualquer coisa que quisermos para que nossa vida se transforme!

A Fundação Happy Hippie está dando incentivo às pessoas para que sejam os artistas da verdadeira liberdade, a liberdade de auto-expressão... liberdade de serem fiéis a si mesmas. A luta para sermos livres ainda não acabou. Temos de juntar forças e lutar contra a injustiça. Ser um hippie feliz significa fazer os outros felizes, mesmo aqueles diferentes de você! A Fundação Happy Hippie não está apenas focando em um problema; eu sou jovem e há muito para lutar, aprender e se apaixonar. Jovens sem-teto e jovens que sofrem os efeitos negativos de serem LGBT em nosso mundo de hoje são uma questão muito comum e extremamente atual. Eu me sinto honrada por fazer parte desse movimento e de estar vivendo em uma época onde posso ser testemunha da revolução! Bruce Jenner falou muito bem sobre o uso de sua fama para fazer O BEM e a mudança real, e é exatamente isso o que eu quero fazer.

Mudança é o que precisamos e o que os jovens estão esperando! Viver uma vida falsa em relação a quem você realmente é torna a vida insuportável para seres humanos com sentimentos e emoções — como o amor, talvez o maior deles. Os julgamentos sem sentido e as suas consequências são, infelizmente, muito comuns. Todos os seres humanos têm sentimentos e direitos!

Ninguém deveria esconder quem realmente é, não importa o seu nome, sexo, ou orientação. É por isso que os hippies felizes estão aqui para dizer que toda vida tem valor e que nossa missão é fazer com que aqueles que questionem seu valor e suas vidas se sintam protegidos e amados por nós, pois eles valem muito.

A Happy Hippie arrecadou e doou dinheiro para que os jovens sem-tetos do lar My Friend’s Place em Los Angeles recebam comida, meias e roupas íntimas limpas pelos próximos dois anos. Enquanto meias limpas e roupas íntimas parecem normais para nós, não são para os 1,6 milhão de jovens desabrigados nos Estados Unidos. Eles também receberão mais de 60.000 refeições e lanches.

A lealdade aos animais e a liberdade artística são grandes partes da minha vida. Quando eu trouxe essas duas coisas para a comunidade sem-teto, elas se mostraram intervenções que ajudam a dar apoio emocional, que por sua vez ajudam jovens sem-teto a reconstruir suas vidas. A melhor parte de se fazer arte é que não há certo ou errado. É a expressão do que sentimos — uma liberdade que foi tirada de muitos desses jovens. Queremos ajudar a dar isso de volta a eles. Os programas da Happy Hippie incluem os suprimentos e equipamentos para incentivar esta auto-expressão. Nós também estamos financiando programas de animais de estimação, que constroem uma espécie de estado de boa saúde ao redor das pessoas, dando um amigo leal àqueles que mais precisam.

Quando nós soubemos da possibilidade de aumentar para US$ 4,5 milhões os investimentos do estado de Nova York em políticas voltadas a jovens sem-teto, escrevemos ao governador Cuomo, ao porta-voz Heastie e ao líder do senado Skelos para apoiar o movimento. Meus fãs deram seu apoio através de uma petição online, e o orçamento foi aprovado. Estamos fazendo grandes mudanças! Jovens lutando por jovens! A Happy Hippie está criando grupos de apoio digitais que simulam grupos de apoio físico para a juventude LGBT. Este será um lugar seguro e moderado que utiliza a tecnologia. Assim, os jovens e suas famílias podem entrar, não importa onde vivem.

Este é apenas o começo para mim e para a Happy Hippie. Milhares de pessoas já se juntaram à nossa comunidade e à nossa luta pela aceitação e justiça para aqueles que não têm!

Estamos trabalhando com alguns dos principais nomes da política, tecnologia e do entretenimento para construir o mundo onde queremos viver. Eu quero dar aos meus fãs uma plataforma para aprender sobre seus problemas, que eles podem não ter em outros lugares. Um lugar seguro para fazer perguntas, um lugar para colaborar e agir! Há uma nova geração prestes a assumir e espero que possamos criar um mundo mais feliz e mais livre para se viver. Ainda estamos todos crescendo, aprendendo e evoluindo.... E assim deve ser com o nosso mundo. Há bilhões de pessoas diferentes na terra... e todas elas merecem ser felizes.


Lançada oficialmente a Fundação Happy Hippie, ontem, com #HappyHippiePresents: Backyard Sessions! Assista ao vídeo completo da minha performance de “No Freedom” e “Different” com Joan Jett, e faça sua doação para nos ajudar a arrecadar fundos para criar grupos digitais de apoio a jovens LGBT e suas famílias.

A Fundação Happy Hippie é dedicada a lutar contra as injustiças enfrentadas por jovens sem-teto, jovens LGBT e outras populações vulneráveis. Para saber mais sobre a fundação, clique aqui.