Nós estamos tornando-o melhor?

Tradução de “Are we making it better?”

Uma maneira comum de se enfrentar um problema é considerar ele binário. Ou você solucionou o problema ou você não solucionou. Alguns problemas se encaixam bem nesse pensamento: ou a calculadora retorna 2 para 1+1 ou não. Não tem muito espaço para outro resultado.

Mas muitos problemas em desenvolvimento de produtos não são dessa maneira. Eles são muito mais nebulosos. Resolver um problema em 100% dos casos para 100% das pessoas pode muito bem nem ser possível. Então, pensar em problemas assim como moedas binárias não é apenas fútil, mas danoso.

Uma maneira melhor de se pensar nos problemas nebulosos, por exemplo “o quão fácil é começar com o Basecamp?” ou “a interface de queries do Active Record é tão legível quanto poderia ser?”, é se focar apenas no progresso: nós estamos fazendo melhor?

Esta é uma questão que desarma a oposição a novas ideias. Uma ideia não precisa mais se contentar em ser A Solução, ela simplesmente tem que se contentar em fazer as coisas melhor.

Fica muito mais fácil chegar a um consenso dessa maneira. Todos sentam com suas próprias idéias para A Solução, mas a maioria das pessoas podem concordar quando A é melhor do que B, quando ambas as situações são reais.

Compare o concreto, faça-o melhor.


Siga o Medium Brasil | TwitterFacebookRSSCanal oficial
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.