Pessoas Que Largaram Tudo Para Fazerem O Que Realmente Gostam

Os anos 2000 estão sendo bastante prolíficos no quesito seitas.

Tem a seita dos ex-gordos. A seita do Herbalife. A seita da Mahamudra, aquela ioga lá. A seita do glúten. E, principalmente, a Seita das Pessoas Que Largaram Tudo Para Fazerem O Que Realmente Gostam — ou Seita dos Iluminados, para os íntimos.

Todo mundo conhece esse tipinho. A cada novo texto sobre a Geração XYZ, nascem 12 novos membros para a Seita das Pessoas Que Largaram Tudo Para Fazerem O Que Realmente Gostam. Geralmente é alguém que encheu o cu de dinheiro ou vem de uma família abastada e agora resolveu largar o emprego e se dedicar ao hobby — sim, é só isso o que aconteceu.

Por alguma razão que desconheço, essa gente acredita de verdade que descobriu o sentido da vida e fica o tempo todo tentando convencer os outros a fazer o mesmo, repetindo incansavelmente todas as benesses de largar o emprego e investir no hobby — sim, é só isso que aconteceu.

Eu simplesmente não aguento mais esse povo prepotente com esses papos de evangélico pregando no vagão do trem.

Caro Iluminado, entenda: nem todo mundo pode simplesmente desistir do emprego que paga as contas e bota comida na mesa. Trabalhar é cheio de aporrinhações e dá vontade de mandar tudo para a puta que pariu quase todos os dias? SIM. Mesmo quando você tem um emprego super legal e é uma pessoa realizada na profissão, vai ter dias em que você só quer jogar tudo para o alto. Se fosse para ser 100% fun fun fun! não te pagariam dinheiro todo mês para continuar ali. Certo?

É CLARO que o ideal é que você consiga um trabalho que seja minimamente interessante, de acordo com os seus parâmetros daquilo que é interessante. No entanto, continua sendo trabalho. Continua tendo pressão, responsabilidades, atribuições chatas pra caralho, etc.

Parte desse lance de ser adulto é justamente lidar com a frustração de que não dá para fazer só o que a gente gosta ou só o que a gente quer. Se isso ainda não ~bateu~ para você, sinto informar, mas você é uma pessoa imatura e precisa rever alguns conceitos urgentemente.

Além disso, é muito fácil pedir demissão quando seus pais podem te bancar caso o e-commerce vendendo seus all-types motivacionais não dê certo. Ou quando você já tem dinheiro para assegurar os solavancos futuros mesmo que a lojinha de comida vegan para cachorros não decole. Afinal, como disse meu amigo Gabriel, é fácil sair por aí às cegas se você tem para onde voltar.

Então, por gentileza, caso você faça parte da Seita das Pessoas Que Largaram Tudo Para Fazerem O Que Realmente Gostam, bota a mãozinha na consciência antes de arrotar superioridade por ter coragem para ~largar tudo~ e ~viver da sua arte~: nem todo mundo pode, nem todo mundo quer. Acredito, inclusive, que a maioria das pessoas prefere manter as coisas separadas: trabalho é trabalho, hobby é hobby.

E faz favor de rever o preço que você tá botando nessas coisas aí, filhão. Trezentos conto num quadrinho sem moldura é caro pra caralho.

Filme mais overrated de todo os tempos, que cultua o motto "larga tudo e vai viver". No fim, esse idiota comeu uma planta venenosa e morreu sozinho.

Clique em “write a response” logo abaixo e diga o que você pensa.


Gostou do texto? Então clique no botão Recommend, logo abaixo.
Fazendo isso, você ajuda esta história a ser encontrada por mais pessoas.

Siga o Medium Brasil | TwitterFacebookRSSCanal oficial