Ecossistemas de negócios e a interdependência entre empresas: reduzindo custos e incertezas com agilidade

Fabio Farago
Feb 3 · 4 min read

Os ecossistemas de negócios são compostos por diferentes atores. Em um filme, os atores possuem diferentes papéis, roteiristas e produtores estão cientes de que uma boa história é aquela onde cada ator possui um papel único que complementa e enriquece a história. Um filme ruim é aquele onde os atores desempenham papéis semelhantes ou tautológicos, são desinteressantes. Assim como nos filmes, em um ecossistema, cada ator possui um papel único que o complementa e que é necessário para que este possa crescer e se desenvolver.

A figura a seguir exemplifica por meio do caso da Apple, a estrutura básica dos atores presentes em um ecossistema de negócios:

Conforme abordado em meu primeiro texto, o ecossistema é composto por quatro tipos de atores: firma focal, fornecedores, complementadores e clientes. Partindo desta visão estrutural, uma das principais características que as empresas atuando em ecossistemas de negócios precisam ter para se desenvolver, é a interdependência entre organizações.

A interdependência é uma característica de dois ou mais atores do ecossistema que permite com que ambas se beneficiem de interações colaborativas. Ela facilita o crescimento dos ecossistemas de negócios, pois quando presente, a colaboração entre diferentes atores, faz com que ambos consigam criar e capturar valor para si e para o ecossistema.

A interdependência torna-se cada vez mais relevante, sobretudo no âmbito da competição por ecossistemas. Existem diversos benefícios que podem ser associados a esta característica. Cito aqui três destes:

  • Redução dos custos de transação: os projetos e inovações desenvolvidos em interdependência tem seu custo reduzido, pois as empresas conseguem se utilizar de recursos financeiros, de conhecimentos e de pessoas de outras empresas, sem precisar disponibilizar desenvolver tudo internamente. A ausência de interdependência pode inviabilizar projetos e inovações pela limitação de recursos tangíveis (financeiros, estrutura etc.) e intangíveis (conhecimento), ou levar a um desenvolvimento mais caro, já que a empresa precisa mobilizar internamente.
  • Redução de incerteza: a natureza futura da competição na economia da inovação em que estamos inseridos, com mudanças rápidas, torna muito difícil tomar decisões empresarias. É muito difícil saber o que irá acontecer no futuro e como agir. A interdependência reduz a incerteza, pois permite a atuação da empresa dentro de estruturas de ecossistemas, com maior acesso a empresas que possuem diferentes recursos e conhecimentos.
  • Agilidade organizacional: desenvolver projetos, produtos e inovações de modo isolado é um processo longo e por vezes incerto. Ao atuar em interdependência com outros atores do ecossistema, esse processo torna-se muito mais rápido para desenvolver e implementar, pois a disponibilidade de recursos como conhecimento e pessoas é maior. Empresas ágeis são aquelas capazes de utilizar seu ecossistema para lançar rapidamente novos produtos e funcionalidades, desenvolver inovações complexas, são empresas que sabem trabalhar sua interdependência e utilizar-se do seu ecossistema.

Quando a interdependência é fraca, empresas tendem a agir de modo isolado, ou não conseguem criar e capturar valor por meio das colaborações entre empresas no ecossistema, pois não são capazes de gerar benefícios mútuos em suas colaborações e parcerias, o que leva a um relacionamento fraco.

Para exemplificar está característica, apresentamos a um estrato de uma entrevista realizada com a área de inovação de um hospital particular de grande porte em São Paulo:

“(…) É 40 projetos acontecendo nesse momento com startups do Brasil todo, da América Latina, dos Estados Unidos, do Canadá, de Israel, enfim, a gente tem uma proliferação ai de projetos, alguns de caráter estritamente científico, outros de desenvolvimento tecnológico, outros de relação comercial e assim por diante”.

Nesse trecho é possível observar o elevado nível de interdependência, são muitos projetos de colaboração com empresas de diferentes países.

A redução dos custos fica evidente, pois este hospital consegue desenvolver inovações por meio dessas parcerias, imagine quão custoso seria se ele desenvolvesse internamente todo o conhecimento que as empresas responsáveis por esses 40 projetos têm. Precisaria contratar pessoas com conhecimentos específicos, investir por anos até que essas pessoas desenvolvessem o know-how e experiência equivalente a essas empresas, e até conseguir isto, todo o investimento poderia ser perdido, pois como a tecnologia e inovação muda rapidamente, até esse ponto já não seria mais uma inovação.

De outro modo temos a incerteza, o hospital não a mesma expertise em tecnologia que as startups ao redor do globo com as quais ele tem colaboração possuem. Cada uma dessas empresas tem experiencia e conhecimento específico do setor que atua, e com as tecnologias que trabalha. Isso é algo que o hospital não possui, e a única forma de aplicar na empresa é por meio da interdependência nas colaborações dessas empresas que ela atraiu para seu ecossistema.

Por fim temos a agilidade organizacional, imagine a quantidade de novos serviços, funcionalidades e inovações que o hospital é capaz de implementar por meio das parcerias que possui com startups do mundo todo. Desenvolver internamente, seria inviável ou muito difícil, levaria muito tempo e muito mais investimentos. Por meio da interdependência nas relações com o ecossistema, ela consegue introduzir isso de forma muito mais rápida, ganhando agilidade na adoção de novas tecnologias de ponta, novos procedimentos e serviços, conquistando assim vantagem competitiva sobre outros hospitais.

Deste modo, empresas inovadoras muito frequentemente dependem da capacidade de inovação das empresas que ela consegue atrair para seu ecossistema e estabelecer parcerias e cooperação. Assim, o desempenho inovador de uma empresa também é restrito pelos desafios e dificuldades que seus fornecedores e complementadores possuem para criação de valor. Firmas focais precisam estar cientes deste aspecto, e buscar realizar ações que visem desenvolver um ambiente dentro do ecossistema que facilite a inovação. Por este motivo, para compreender a capacidade inovativa de uma empresa, é preciso avaliar todo seu ecossistema e as restrições presentes em cada ator.

Gestão de Ecossistemas de Inovação

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store