Fio de Linha

Noites de Cabíria (1957) de Federico Fellini

As forças somem
A esperança foge
Um sonho morre
Qual é o fio que separa o achar-se do perder-se?

O pó da estrada cega
Camufla pertences caídos pelo caminho
Espelhos da alma
Qual é o fio que separa o amadurecimento da negligência?

As vozes externas gritam
Enquanto a minha é abafada
Provoco o silêncio
Qual é o fio que separa o indizível do inaudível?

Escondido entre eu e você
No intervalo da respiração
Encontro o fio fino
Como um fio de linha