O côncavo de nosso espelho convexo

Ralph Gibson, Untitled (Mary Jane in Little Mirror), 1980

Ei, você de cá
Observo você
A vida resolveu ser generosa
Sabe quão sortuda é?

Você sorri
Eu choro
Você compartilha
Eu guardo
Você cria
Eu desfaço

Ah, se tivesse sua vida,
Suas oportunidades,
Seus amigos,
Talvez seria feliz

Quero seus problemas
E seus dilemas
Porque os meus já não posso mais carregar

Alguém de lá
olha para mim
Me vê sorrir
Dividir
Sonhar, sem nunca me ferir

Você de lá,
Meus problemas e meus dilemas
Seriam mais leves para carregar

Você de cá,
Seus problemas e dilemas
Seriam mais leves para carregar

E no fim do dia
Apenas o que sobra sou eu.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.