Tim Duncan é o maior nerd da história da NBA

Já diria Ben Parker, “com grandes poderes vem grandes responsabilidades”

Tim Duncan-Aranha, Tim Duncan-Aranha, pega rebote e não faz manha

“Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. Você já deve ter ouvido essa frase, não é? É o grande mote de Homem Aranha seja nos quadrinhos, nos desenhos ou algumas das centenas de reboots nos cinemas. Mas, saiba que essa frase é uma das principais filosofias de vida que muitos dos seus fãs seguem.

Podemos dizer que esse lema norteou em muito a carreira de Tim Duncan. Um dos jogadores mais sérios a passar pela história da liga. Nunca deixou a peteca cair e, quando viu que seu nível ia diminuir e não poderia mais ajudar seu time, decidiu pendurar os sneakers para não jogar mais. Mas, quando esteve em quadra, dava tudo de si e produzia sempre mais e mais do que se imaginava.

Mas, não é de se duvidar que os ensinamentos de Tio Ben se encaixem tão bem com o estilo de vida do ala-pivô. Tim Duncan foi o maior nerd que a NBA já viu. Não apenas por ter concluído a faculdade — mesmo podendo ter virado profissional antes ele insistiu nisso — mas, por outro motivo.

Quando o assunto era quadrinhos, cultura pop e geek, não tinha para ninguém na liga — também quando o assunto era inteligência em posicionamento, aproveitar ao máximo suas capacidades, defesa de garrafão, etc. Algumas histórias que vamos mostrar aqui comprovam isso.

Quill Duncan, a StarLady

Em março deste ano, 2017, o ex-jogador do San Antonio Spurs participou do Road Trippin’ with RJ & Channing, podcast de Richard Jefferson e Channing Frye. Naquela época, sua esposa Vanessa Macias tinha postado no twitter uma mensagem contendo: “Obrigado pelo amor e bons pensamentos desejados a nós. Seja bem vinda, Quill, nossa a transformadora de almas!”:

Óbvio que os atuais jogadores do Cleveland Cavaliers iriam perguntar sobre o assunto. “Você deu esse nome, Quill, por causa do…” perguntava Channing Tatum quando Tim Duncan automaticamente interrompeu. “Sim, eu dei esse nome por causa de Peter Quill”. Para quem não sabe, Peter é o protagonista da série de quadrinhos Guardiões da Galáxia — que viraram 2 filmes para universo cinematográfico da Marvel. “Cara, ele é legal demais. É descolado pra caramba”, declarou Duncan.

Pela idéia, os outros próximos filhos de Tim Duncan serão Murdock, Cage e Jessica

Mas foi um tratado entre ele e Vanessa. Esse nome também a agradava. “Minha esposa não se opôs a chamar nossa filha de Quill.Ela adora aquelas penas de escrever (quill pen em inglês)”.

Tim Duncan um all-star gamer

Inimigos nas quadras, amigos nos jogos.

No mesmo podcast, Channing Frye fez outra grande revelação sobre o ala-pivô. “Um fato engraçado: eu e o Tim jogavamos World of Warcraft no mesmo time”. Nesse momento, Duncan começou a rachar o bico ao lembrar daquela história.

Não eram apenas os dois que formavam o time: eles tinham a companhia de Andrei Kirilenko, ex-jogador russo que passou por Brooklyn Nets e Minnesota Timberwolves. Segundo os dois, Kirilenko tinha algo como os oito dos melhores personagens do jogo.

Aparentemente, os três eram tão viciados que ficavam jogando horas e horas dentro da madrugada. Algumas noites antes de partidas da NBA, o trio jogava até 3h da manhã. Além disso, ressaltaram o vício de Kirilenko nas partidas. “Algum de seus personagens poderiam ser vendidos por mais de 100 mil dólares”, disse Tim.

Dizem que na Rússia existe uma estátua de Andrei escrito: maior gamer a viver nesse pais

Tim Duncan, a maior missão do Homem Aranha desde derrotar o duende verde

No último dia 6 de Julho, foi lançado aqui no Brasil o novo reboot de Homem Aranha. Homem Aranha: De Volta ao Lar (Spiderman: Homecoming) é o 6º filme da franquia nos cinemas. Ele é estrelado desta vez por Tom Holland, encarnando um Peter Parker mais adolescente que os últimos.

Duvido que o Abutre, mesmo com as asas, conseguisse enterrar na cabeça de Tim Duncan.

Na época das finais da NBA deste ano, a Marvel lançou uma propaganda especial. E óbvio que o maior nerd da história do basquete tinha de estar lá. No filme, Peter é convidado a uma festa preparada por Tony Stark para assistir as finais da liga. Mas, ele é interrompido quando pedem para ele uma missão especial: achar petiscos para Tim Duncan.

Essa foi mais um ação que fortaleceu a relação entre Duncan e a Marvel. Durante toda a sua carreira ele usou uma joelheira com uma estampa de caveira. É uma referência direta a Frank Castle, o Justiceiro dos quadrinhos. Aliás, em uma festa de Halloween dos jogadores da liga ele chegou a ir fantasiado como o personagem.

Inclusive, em 2014 acabou sendo divulgado que o jogador seria um personagem dos quadrinhos do super herói. A imagem abaixo foi divulgada na página oficial da oficina do jogador, BlackJack Speed Shop — que é uma homenagem ao personagem. A capa acabou sendo uma edição especial vendida somente em uma loja de quadrinhos de San Antonio.

Não sei o que mete mais medo, a caveira no peito de Frank Castle ou o anel no dedo de Duncan.

Diga olá para o Sr. Spock

Durante o período de colégio, o “Big Fundamental” teve outros apelidos — e alguns bem peculiares. Um deles foi “Mr. Spock”, em clara referência a série televisiva e cinematográfica de ficção científica Jornada nas Estrelas.

Mas, aparentemente Tim não é muito mais fã desse apelido: ele prefere ser chamado de Merlin — sim, o mago. Ele é muito fã de idade média e por isso resolveu tatuar o magico dos contos do Rei Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda. Outra prova é que ele adora jogar Role Playing Games, RPGs, como Dungeons and Dragons. Ele é um grande colecionador de artigos do jogo como espadas.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Heitor Facini’s story.