Chegar a sê-lo

A Selo Chegar

Quem chega a selo? Quem sabe como; como chegar a sê-lo? Como chegar a selo se, para sê-lo, tem de saber como, como selo? Só sabendo como, como selo, saberá como sê-lo: como o selo que sabe.

Sê-lo selo sabe

Ao sê-lo o selo que ao sê-lo selo se sabe, sabe o selo a saber sê-lo no selo que sê-lo sabe — sabe-se selo. E porque ao selo ao sê-lo no selo que sabe sabe que sabe sê-lo nesse selo que se sabe, só a selo cabe sê-lo, ao sê-lo esse selo a que cabe sabê-lo. Só a sê-lo; selo sabe.

Sabe selo sê-lo

Se há quem sabe como, como sabê-lo; sabendo como, como sê-lo; esse, a sê-lo, sabe como sabe o selo: a sê-lo sabe. Sabe o selo sê-lo e ao sê-lo esse selo, o selo que ao sê-lo sabe. Sabe-se o selo, a sê-lo, que selo sabe. E porque sabe sê-lo, porque sabe selo; sabe sê-lo selo que ao sê-lo sabe — só sabe selo sê-lo.

Ao sê-lo selo chegar

Sabe-se que o selo, ao sê-lo, sabe-se selo, e sabe sê-lo: sabe sê-lo no selo que sabe e que sabe que sabe sê-lo. De sê-lo a selo a selo sê-lo, o selo sabe — sabe sê-lo e selo se sabe. Se sabe selo a sê-lo no que sabe; se sabe sê-lo ao ser o selo que se sabe, sabe chegar selo a chegar sê-lo. E ao chegar a sê-lo, ao sê-lo sabe selo a selo chegar — a chegar a sê-lo.