Me Cito Me Sei

Sei que me cito quando me cito no que sei. Assim sei e assim cito, citando “assim” como assim me cito.

Como sei, e sei porque me cito, ao citar-me cito: “assim me cito”, e assim que me cito me sei. Assim que me cito e no que me cito me sei, sei porque me cito — e se me cito sei.

Só que não sei se me sei quando cito Citocei. Se sito Citosei, isso sei; Citocei se sita em Seicito. Mas Seicito apenas sita Citocei. Se Citocei cita, como não sei se cita, se cita Citocei isso não sei. Sei é que cito Citocei que se sita em Seicito. “Sei”, cito — e como o cito, sei.

“Porém”, quando o cito, também cito Mecito e tudo quanto me cito no que sito sei. Sei que de facto cito, e que cito Mecito no facto que sei que cito quando sei que cito Messei. Tanto do que me cito; tanto do que me sei; sei porque cito Mecito e sito Messei. Cito: “Cito? Me cito? Mecito? Messei? Cito Mecito? Sito Messei? Cito me cito, sito me sei?”

Sei é que sei que, sito Mecito em Seicito como sito Citosei, sei que o cito como cito Messei. Me sei então que me cito, e que cito Messei. Messei sito em Seicito, como Mecito e Citocei, sei é que me cito quando me cito no que sei. Me cito: “me sei”.