A Superfície Sobre Nós

(Sergio Vilas-Boas)

“Às vezes a fuga vira uma espécie de crença religiosa. É como se o ato de ir embora, deixar tudo para trás e foda-se o mundo, carregasse consigo o poder da renovação e, principalmente, da anulação ou do completo desaparecimento de tudo o que fizemos anteriormente. Mas a gente já é bem grandinho e sabe que a coisa não funciona bem assim, certo? Você pode trocar de país, de cultura, de língua, mas não de passado. A superfície sobre nós, de Sergio Vilas-Boas (vencedor do prêmio Jabuti de 1998), lançado este ano pela Amarilys Editora, fala um pouco sobre isso, sobre esse peso de carregar aquilo que fomos.”

Leia o texto na íntegra, no site: A Escotilha

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Eder Alex’s story.