Melancolia

Você já ouviu falar na Escala de Beck? Pois bem, até outro dia eu também não. A Escala de Beck foi desenvolvida (provavelmente pelo tal Beck) para medir o grau de depressão de uma pessoa. Eu li isso em algum lugar, só que não vou me lembrar onde. Eu li também que existe algo conhecido como Prega de Forraguh (ou coisa que o valha), também chamada de “Ômega da Melancolia”. É uma prega no rosto que foi detectada, em estudos, como uma característica comum entre os deprimidos. Pois bem, o que acontece é que os sentimentos estão sendo catalogados, estudados e encapsulados. Podemos estabilizar nosso humor, podemos ser felizes e ficar eternamente de pau duro. Depressão, ansiedade, pânico… estamos falando de sintomas de um processo de somatização de sentimentos. E vamos combinar que falando de sentimentos, os que não nos são confortáveis nós jogamos fora. Não simplesmente desprezamos o que nos é desconfortável (os sintomas) mas calamos os sentimentos que originaram o desconforto.

Não podemos negar que a nossa sociedade está medicando os seus sentimentos. Quantas de nossas crianças estão sendo “medicadas” com Ritalina, com diagnóstico de hiperativas? Quantos de nós vivemos à base de Rivotril? Ok. Tudo bem. Não estouAa julgando ninguém. Mas, cabe dizer que não fomos enganados. Afinal, ninguém falou que seria fácil viver, falou?

Não quero me alongar nem fazer disso uma bandeira. Só fico preocupado com o desenvolvimento das novas gerações. Talvez, em um futuro (bem) próximo, tenhamos dificuldades em achar algum poeta sobre a face da terra. Extintos pela falta de seu alimento básico: a melancolia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.