Vocação

Talvez a minha grande vocação seja (tentar) salvar as pessoas de si mesmas.

Não.

Não sou Madre Teresa de Calcutá.

Definitivamente, não.

Até porque o processo não é indolor.

Perco tempo e energia fazendo as pessoas pensarem acerca de si mesmas.

É uma recuperação emocional na escola da vida.

Se não estudar direito, vai ficar na dependência do que te faz (um pouco menos) infeliz.

É assim que somos.

Entorpecemos a realidade na esperança vã de que ela mude.


SPOILER


A realidade não muda.

A única mudança possível é a que seremos capazes de empreender em nós mesmos.