Camaleótica Recomenda #02

E tão certa quanto a qualidade das indicações prestes a serem feitas, a presença do Camaleótica Recomenda se manifesta em mais um sábado. Nossa sessão semanal de recomendações dos mais diversos tipos de obra voltou com a mais sincera vontade de aproximação com os queridos leitores, então vamos logo à primeira:

Pedro Bertazzi:

Domésticas (2016), filme

7 adolescentes gravaram, por uma semana, o dia a dia de suas empregadas domésticas. O diretor Gabriel Mascaro pegou as filmagens e as transformou em um documentário que mostra claramente a relação entre os patrões e aqueles que trabalham todos os dias dentro de suas residências limpando, cozinhando e cuidando de suas famílias.
Com a simplicidade das gravações, o documentário demonstra a real diferença entre classes sociais e a dependência de uma em relação a outra, além da vida e a trajetória daqueles que ganham pouco e fazem muito. Anna Muylaert que me perdoe, mas Que Horas Ela Volta? tem muito em que se inspirar nesse documentário.

Trailer do filme - https://youtu.be/tWi84ftlAmU

Guilherme Teixeira:

Três Páginas (2015), podcast

Minha recomendação é novamente um podcast, só que nesta semana será o podcast em si em vez de um episódio específico, como foi na semana passada: 
O Três Páginas é um bem-humorado podcast dedicado à crítica literária feita através da leitura da primeira página de três contos escritos por três autores diferentes. O conteúdo é interessante não apenas para autores iniciantes que desejam se tornar bons escritores de ficção, mas também para os experientes que procuram maneiras de continuar a melhorar. Embora eu não seja autor de ficção, não perco um só episódio porque é uma forma de aprender a cometer menos clichês e de evitar a prolixidade, tudo isso em forma de um podcast semanal.

Link do podcast: http://anticast.com.br/podcast/trespaginas/

Guilherme Cardoso:

Hearthstone: Heroes of Warcraft (2014), videogame

Em 2014, a Blizzard Entertainment — criadora de jogos como World of Warcraft e Diablo — lançava seu jogo de cartas colecionáveis Hearthstone: Heroes of Warcraft, que conta com a peculiaridade de ser totalmente digital, ao contrário dos outros jogos de cartas mais populares, como Magic: the Gathering e Yu-gi-oh, que começaram com cartas reais.

O jogo se baseia em nove heróis da franquia Warcraft, representando as classes presentes no jogo antes da expansão World of Warcraft: Wrath of the Lich King, no qual o jogador escolhe uma das classes e cria seu deck (baralho) com 30 das 967 cartas adicionadas no jogo até a expansão atual — One Night in Karazhan — , sendo que mais cartas serão adicionadas conforme o jogo avança. Não deixe o grande número de cartas te assustar, pois o jogo conta com um ótimo tutorial para ensinar as mecânicas para os novos jogadores. Com um sistema de ações por turnos e um grande nível de estratégia envolvida, o jogo realmente é muito divertido para se passar o tempo, já que as partidas tendem a durar em torno de apenas dez minutos. Aconselho todos a tentar, afinal, o jogo é grátis.

Disponível para Android, iOS, Microsoft Windows e Mac OS.

Link para o site do jogo: http://us.battle.net/hearthstone/pt/

Milena França:

Scott Pilgrim Contra o Mundo (2004), quadrinho

Olá, leitores do Camaleótica! Minha recomendação para este fim de semana é a leitura da série de comic books chamada Scott Pilgrim Contra o Mundo. Nessa série, que conta com apenas três volumes e quadrinhos em preto e branco, um garoto nerd comum chamado Scott Pilgrim, um tanto sem graça e sem jeito com as garotas, conhece Ramona Flowers e se apaixona à primeira vista. Mas não contava que a menina cheia de mistérios e cabelos sempre coloridos tinha um pré-requisito nada fácil para conquistá-la: Sete Super Ex-namorados!

Com muito humor e aventura, Scott entra numa longa viagem pelo mundo dos videogames para conseguir o coração da garota. Há também a versão adaptada para filme, que também se inclui nessa recomendação.

Espero que aproveitem e até a próxima!

Primeiro volume no site da Companhia das Letras: http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=65011

Mariela Salvini:

Liyla & The Shadows of War (2016), videogame de celular

Liyla & The Shadows of War é um jogo de curta duração baseado em fatos reais, disponível para Android e iOS. Com trilha sonora dramática e uma mensagem importante, porém muito forte; o objetivo não é entreter quem o joga, mas sim chocar.
No game, você é o pai à procura de sua família em meio a um ataque aéreo na Faixa de Gaza. Sem qualquer forma de se proteger, sua tarefa é escapar dos ataques realizados por drones, ataques com fósforo branco e tentar manter sua esposa e filha a salvo.

Indico para quem se interessa por história e geopolítica, e principalmente para quem consegue lidar com tristes realidades.

Página oficial do jogo: http://liyla.org

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.