Palpites da Rodada — Semana 9

A surpresa!

“TEM SURPRESA NO ZONA FA ESSA SEMANAAAAA!!!!”

Agradeço imensamente pela paciência essas duas últimas semanas, onde a falta de tempo imperou.

E essa semana o Palpites da Semana está saindo um dia antes (e mais sucinto) porque temos uma surpresa vindo ai nos dias finais da temporada. Não vou estragar a surpresa nem a graça contando o que é, mas deve sair na quinta ou na sexta feira, e eu garanto que vai ser legal!

Então fiquem de olho no nosso Medium e não percam, quinta ou sexta feira, só no Canal ZONA FA!

— — — — — — — — — — — — — — — — — — — — —

Para quem não conhece, essa é minha coluna semanal onde eu dou meus palpites para todos os jogos da rodada. É um formato rápido e prático de falar um pouco sobre todos os jogos e times da semana, e abordar alguns assuntos relevantes sobre o momento da NFL, a rodada passada, algum jogador, ou coisa do tipo. E, para deixar mais divertido (ou seja, para eu errar e vocês rirem de mim), eu dou também meus palpites contra o spread, uma modalidade específica de apostas.

Para conhecer mais sobre o propósito dessa coluna, ver meus palpites para a rodada 1, ou então para entender o que diabos é essa tal de aposta contra o spread, você pode ler a minha coluna da semana passada. Para ver os palpites da rodada 2, o link é esse aqui. Para os palpites da semana 3, clique aqui. Para os da semana 4, clique aqui. Para os da semana 5,clique aqui. Para os da Semana 7, clique aqui. Para os palpites da Semana 8, clique aqui.

E para a semana 6, quando além dos palpites eu também distribuí alguns prêmios para o começo da temporada, você pode acessar clicando aqui.

E por falar em spread, essa é uma boa hora de lembrar que essa coluna NÃO é um guia de em quem ou como apostar, é só uma brincadeira que eu comecei a fazer mas minhas colunas para deixar os palpites mais divertidos.

E lembrem-se, o mais importante: eu não odeio seu time só por que apostei contra eles. Sério!

Dúvidas, comentários ou sugestões? Deixe nos comentários, nos mande pelas nossas redes sociais (Twitter ou Facebook) ou mande um email para canalzonafa@gmail.com!

Nota: Spreads seguindo o consenso de Vegas no momento que eu comecei a coluna.

Palpites da Semana 9 da NFL

(Time da casa em caixa alta)

Times de bye: Patriots, Bengals, Texans, Redskins, Bears, Cardinals.

New England não joga essa semana, mas foi o time que ganhou as manchetes nessa segunda feira por causa de uma troca: o Patriots mandou Jamie Collins para o Browns em troca de uma escolha compensatória de terceira rodada.

Antes de mais nada, queria esclarecer uma coisa: essa NÃO é a escolha de terceira rodada do Browns, que deve ser no topo da terceira rodada (65–68). Essa é uma escolha compensatória, uma escolha de Draft que os times recebem como compensação (dã) por perder free agents valiosos durante a offseason sem contratar equivalentes (essa compensação é calculada com base no valor recebido pelos jogadores na free agency). Essas escolhas são no final das rodadas, então essa deve cair entre 91–100.

Muito se falava sobre o fato de Collins ser agente livre ao final do ano e que teria pedido demais para renovar com New England, de forma que sua saída era inevitável. Mas o interessante é que o Patriots provavelmente teria ganho uma escolha compensatória de terceira rodada com a saída dele de qualquer forma. A troca principalmente antecipa isso, com New England ganhando a escolha um ano antes do que ganharia (a escolha compensatória com a saída de Collins seria apenas de 2018), e todo mundo sabe como o Patriots gosta de trocar suas escolhas de Draft e aumentar seus ativos. Mas o custo foi considerável: meia temporada (e os playoffs, claro) de um dos seus melhores defensores e um dos melhores linebackers de cobertura da NFL, alguém que esteve na espinha dorsal dessa defesa desde que ela voltou a ser uma unidade forte.

É um daqueles casos onde eu entendo os motivos — receber a escolha de Draft um ano antes, mais um ativo para trocas, possíveis problemas internos (nada concreto ou confiável ainda, mas acredito que alguma motivação fora de campo existiu) — mas ainda assim acho estranho, o tipo de troca que te enfraquece consideravelmente no curto prazo em um momento onde você é o melhor time da NFL e favorito ao título, e por um retorno que não foi tão bom assim. New England tem um histórico de sobreviver bem a essas trocas, mas não quer dizer que todas elas funcionem.

Em tempo: não escute nenhum torcedor do Patriots tentando te convencer de que ele não era tão bom assim. Ele é fantástico.

Falcons sobre BUCCANEERS
Falcons (-3.5) sobre BUCCANEERS

O Falcons continua sua história da temporada: um ataque fantástico e uma defesa fraca que é feito para vencer duelos de placar alto. Enquanto isso, o Bucs não tem mostrado a mesma aptidão ofensiva, especialmente com seus dois RBs titulares machucados. Jameis Winston não deu (até aqui) o salto de produção que se esperava no segundo ano, e isso se reflete no desempenho de um dos times mais decepcionantes da temporada. Eu confesso que esperava mais do Bucs, e não era o único.

Interessantemente, o único jogo de placar alto que o Bucs ganhou no ano foi logo na estréia contra… wait for it… o Falcons, em Atlanta! Não sei se o Falcons tem o tipo de espírito vingativo para olhar esse jogo e pensar “Essa é nossa chance de revanche!”, mas certamente é um time que tem crescido desde sua estréia, enquanto o Bucs parece estar estagnado. Atlanta é melhor que sua campanha 5–3 indica, e deve conseguir passar por cima do desfalcado Bucs.

DOLPHINS sobre Jets
DOLPHINS (-3.5) sobre Jets

Isso ai, previsão de TRÊS vitórias seguidas para o Dolphins!! Curvem-se ao poder de Jay Ajayi!

Duas semanas atrás, eu escrevi sobre os problemas de Ryan Tannehill e disse que para o Dolphins vencer eles precisariam que Ajayi continuasse produzindo e tirando a bola das mãos de seu QB, mas que era pedir muito que o RB continuasse produzindo jogos de 200 jardas. Pois é… pelo menos eu acertei a primeira parte! Não acho que Ajayi vai continuar correndo para tantas jardas o resto da temporada, mas como o nosso ótimo analista Pete “Pedro” Pinto escreveu no seu Vamos ao Tape dessa semana, existe alguns fatores em ação por trás da recente explosão de Ajayi.

Jogando em casa casa contra o fraco Jets, eu acho que o Dolphins tem condições de fazer o básico para continuar vencendo. Se tem algo que me preocupa no matchup é o fato do Dolphins — que tem dependido muito de Ajayi e do jogo terrestre — enfrentar uma das melhores defesas terrestres da NFL, mas o resto do time do Jets é tão ruim nessa altura dos acontecimentos que não é difícil imaginar Miami em casa sendo pelo menos decente o suficiente para vencer.

Eagles sobre GIANTS
Eagles (+2.5) sobre GIANTS

Carson Wentz nas primeiras quatro semanas: 67,4%, 7,5 Y/A, 7 TDs, 1 INT, 103,5 Rating.

Carson Wentz nas últimas três semanas: 63,45%, 5,6 Y/A, 2 TD, 2 INT, 76,4 Rating.

Então isso tem sido um problema, ajudado pelo fato de que Wentz tem recebido muito pouca ajuda do resto do ataque: a linha ofensiva caiu bastante desde a saída do ótimo Lane Johnson, o jogo terrestre não consegue ser consistente, e o corpo de recebedores é um tanto quanto medíocre. O ataque tem caído bastante nas últimas semanas, e o Eagles está dependendo mais que nunca da produção da defesa e dos especialistas.

Sorte do Eagles, então, que tanto a defesa como o special teams são muito bons. A linha defensiva em particular é uma força da natureza que conseguiu causar problemas até para a excelente linha ofensiva de Dallas na semana passada antes do gás acabar, e o grupo de especialistas é o melhor da NFL. Isso é suficiente para manter o Eagles competitivo e vencendo alguns times inferiores, mas se Philadelphia quiser sonhar com voos mais altos nessa temporada Wentz vai ter que recuperar o bom futebol americano das primeiras semanas da temporada.

CHIEFS sobre Jaguars
Jaguars (+9) sobre CHIEFS

O primeiro dominó do Jaguars caiu essa semana: o coordenador ofensivo da equipe, Greg Olson, foi demitido depois de mais uma derrota feia da franquia. Para seu lugar foi promovido Nathaniel Hackett, o técnico de QBs da franquia… sabe, o responsável pela evolução de Blake Bortles, a ex-escolha #3 do Draft que depois de dois anos e meio sob Hackett é um dos piores QBs da NFL e parece ter regredido ainda mais em 2016 em termos de mecânicas. Parece uma pessoa competente para o cargo? Eu duvido.

Então o Jaguars vive hoje um dilema. Se a franquia quer ser mais competitiva no curto prazo, como parece ser o objetivo (paciência anda em falta em Jacksonville), vai precisar de muito mais produção ofensiva do seu quarterback, e o caminho para isso pode muito bem ser colocar Bortles no banco. Só que tanto o HC Gus Bradley como o GM David Caldwell sabem muito bem que no momento que Bortles (o suposto Franchise QB do Jaguars dois anos atrás) for para o banco, os dois estão sem emprego. Então Bortles vai continuar jogando (mal), desenvolvendo maus hábitos, e o Jaguars vai continuar perdendo.

Só que agora Jacksonville tem decisões difíceis a tomar quanto ao futuro, e elas passam pelo seu jovem QB. Bortles ainda está em sua terceira temporada, e pode ter uma evolução no seu futuro que faça dele um bom QB de NFL. Valeria a pena para o Jaguars insistir no seu desenvolvimento? Se sim, talvez seja hora de desistir da equipe técnica atual e se concentrar em buscar um guru de quarterbacks que possa trabalhar com Bortles, ao invés do técnico mais focado em defesa que é Bradley, e tentar salvar sua carreira na Flórida. Caso contrário… o time precisa começar a pensar em uma alternativa para a posição, e dada a falta de opções “prontas” desse Draft e a mentalidade de começar a vencer o quanto antes da franquia, não é um buraco fácil de ser preenchido.

O mais provável é que Blake Bortles ainda tenha mais um ano — o quarto do seu contrato de calouro — para se provar, mas o relógio está correndo.

VIKINGS sobre Lions
VIKINGS (-6.5) sobre Lions

São agora duas derrotas seguidas para o Vikings depois de seu começo perfeito, e chegamos a um dos mais difíceis momentos de se cobrir esportes: entender o que isso significa. Sam Bradford teve o pior QBR da NFL por duas semanas seguidas depois de seu excelente início, a linha ofensiva talvez tenha a pior dupla de tackles da liga, o jogo terrestre continua inexistente. Mas a defesa ainda é uma ótima unidade, embora tenha mostrado mais vulnerabilidades essa semana do que estávamos acostumados, e o Viks ainda tem o mesmo núcleo que começou o ano 5–0 e parecendo o melhor time da liga. O Lions é um adversário com uma defesa péssima que não está equipado para explorar a linha ofensiva de Minny, e pode ser um bom matchup para recolocar esse ataque nos eixos.

Então não é momento para pânico — ainda. Mas algumas das questões levantadas — em especial sobre a linha ofensiva e Sam Bradford — são legítimas e podem determinar o futuro do Vikings na temporada. É melhor conhecer seus defeitos cedo e corrigi-los do que descobri-los tarde demais, mas resta ver se eles são possíveis de conserto pelo Vikings como atualmente construído.

Cowboys sobre BROWNS
Cowboys (-7.5) sobre BROWNS

O resto da tabela do Browns no ano: Cowboys (2º melhor time da NFL até aqui), Ravens (fora de casa), Steelers (possivelmente com Big Ben), Giants, Bengals, Bills (fora de casa), Chargers, Steelers (fora de casa). A partida contra o Jets era de longe a mais fácil do calendário — dos jogos restantes, todos parecem grandes pedreiras com a possível exceção do Giants em Cleveland. Existe uma chance real desse time acabar o ano 0–16.

Já sobre a chegada de Jamie Collins, me pareceu um ótimo negócio para o Browns: se Collins sair na free agency, o time deve receber uma nova escolha compensatória de terceira rodada, mas um ano mais tarde (e, como o Browns não tem pressa, esse atraso de um ano não é tão significativo). E caso renove, o Browns acabou de conseguir a um preço muito baixo um dos melhores ILBs da liga, alguém que imediatamente será o líder e o melhor jogador dessa jovem defesa. O risco é bem baixo, e o retorno pode ser muito alto. Um bom negócio.

E aliás, podemos todos concordar que o grande perdedor desse negócio foi justamente o próprio Jamie Collins, que saiu de um time 7–1 e maior favorito ao Super Bowl para um time 0–8 que pode não vencer nenhum jogo na temporada. Não sei o que ele fez para Bill Belichick, mas essa vingança foi cruel.

Steelers sobre RAVENS
Steelers (+3) sobre RAVENS

O palpite para esse jogo pode mudar dependendo do status de Big Ben, mas no momento parece existir a possibilidade dele jogar, e mesmo sem ele eu acredito que o Steelers pode ser competitivo. O Ravens mais uma vez viu sua defesa ser devastada por lesões, e o ataque tem sido um dos piores de toda a NFL desde o começo da temporada. É sempre difícil apostar no time que está fora de casa nesses jogos de rivalidade, mas o Steelers é o melhor time da divisão e precisa ganhar esse jogo se quer respirar no topo da AFC North.

Saints sobre 49ERS
Saints (-3.5) sobre 49ERS

A vitória do Saints sobre o Seahawks foi impressionante, embora talvez diga mais sobre o estado do ataque de Seattle do que sobre o Saints. Ainda assim, foi uma boa vitória, e algumas derrotas apertadas e doloridas de Atlanta mantiveram a NFC South aberta o suficiente para o Saints sonhar. E ajuda também o fato de New Orleans enfrentar um dos dois piores times da NFL, o 49ers, essa semana. Hora de apostar em quem vai ser o próximo adversário de San Fran a passar das 100 jardas terrestres. Mark Ingram? Tim Hightower? John Kuhn? Drew Brees? Todas as anteriores? Nada é impossível contra a defesa terrestre do Niners.

Panthers sobre RAMS
Panthers (-3) sobre RAMS

Duas possibilidades: ou a insistência do Rams em manter Jared Goff, escolha #1 do Draft, no banco vem de uma preocupação com seu desenvolvimento, uma manobra para poder lapidá-lo antes de jogar o jovem QB no futebol profissional; ou então o Rams está fazendo isso porque acredita que Case Keenum é a melhor opção da franquia para vencer no curto prazo.

Se for o primeiro… ok, eu entendo. O Rams dificilmente vai vencer esse ano, e desenvolver Jared Goff para ser seu QB do futuro é de longe a maior prioridade da franquia nesse momento. Mas se for o segundo, é algo totalmente absurdo. Case Keenum já deixou claro que não é um QB titular de NFL, e insistir no veterano não vai fazer ele milagrosamente desenvolver talento. É muito difícil acreditar que Goff não conseguiria fazer melhor do que Keenum tem feito (todo mundo viu o jogo em Londres, certo?), e se a questão for apenas nível de jogo, é melhor você tentar Goff e começar a descobrir o que você realmente tem no garoto, do que insistir em alguém que você sabe que não é bom.

CHARGERS sobre Titans
CHARGERS (-5) sobre Titans

Esse é um candidato a jogo secretamente bom da rodada. Ambos os times são irregulares, mas talentosos: o Titans é um time perigoso quando Marcus Mariota está bem (algo que não tem sido garantido todo jogo, dada sua irregularidade na temporada), e o Chargers pode ser o time mais maluco da NFL mas já mostrou ser capaz de jogar em um nível que está entre os melhores da liga (quando quer). Esse é daqueles jogos que o Chargers pode ganhar por 20 ou o Titans pode virar no final e eu não vou sentir nenhuma surpresa com o resultado. Imprevisível, mas divertido.

PACKERS sobre Colts
PACKERS (-7) sobre Colts

O Colts talvez seja um bom adversário para o Packers recolocar a temporada no eixo depois de duas derrotas dolorosas: um time com uma defesa pífia, que não consegue controlar a linha de scrimmage, e que depende quase que exclusivamente do seu All-World QB para produzir e levar o time nas costas. Bom, adivinhe: Green Bay também tem um quarterback assim, com um elenco de apoio bem melhor ao seu redor tanto no ataque como na defesa. Green Bay tem sido um time “apenas ok” esse começo de temporada, mas tem o talento para fazer melhor do que isso, e com Minnesota dando sinais de fraqueza nos últimos jogos pode ser a hora de Green Bay fazer sua cartada pelo topo da divisão.

RAIDERS sobre Broncos
RAIDERS (even) sobre Broncos

Objetivamente, o Broncos é o melhor time entre esses dois. Denver conta com uma defesa de elite e um ataque mediano, mas eficiente, enquanto que do outro lado o Raiders tem um ataque de elite, e uma defesa desastrosa. Na soma dos fatores, o Broncos é um time que tem jogado melhor e com mais consistência em 2016.

Mas minha escolha é por um motivo único e exclusivamente tático. O Broncos está no seu melhor quando está usando a pressão da sua defesa para forçar o adversário a cometer erros e derrotar a si próprio, mas o Raiders tem sido notavelmente bom NÃO cometendo erros e se perdendo nas partidas: é o quarto ataque que menos comete turnovers na NFL, e a defesa de Oakland tem começado suas campanhas com a quinta melhor posição de campo da liga — as duas variáveis que o Broncos gosta de controlar. Se o jogo fosse em Denver, eu provavelmente iria de Broncos, mas em Oakland é suficiente para eu escolher a vitória do Raiders.

SEAHAWKS sobre Bills
Bills (+7) sobre SEAHAWKS

Dois times que eu não faço ideia do que fazer essa temporada. O Seahawks deveria ser melhor, mas a linha ofensiva está péssima, o jogo terrestre não está funcionando, e Russell Wilson está sofrendo cada vez mais para resolver todos os problemas sozinho. A defesa ainda é fantástica, mas precisa do ataque produzindo mais para realizar seu potencial. Enquanto isso, o Bills começou o ano muito bem antes de perder para Dolphins e Patriots, e agora senta em 4–4 com ainda mais lesões do que antes.

Eu ainda acho que o Seahawks é bom, mas falhado, e o Bills é falhado, mas bom (isso deveria fazer sentido). Mas Seattle é melhor, principalmente porque sua defesa ainda é elite e capaz de vencer jogos sozinha. Não estou mais tão empolgado com Seattle como estava no começo do ano, mas até ai, que times estão realmente se destacando essa temporada? New England e Cowboys, e só. Ainda tem muito chão para Seattle reencontrar seu melhor futebol.

Record Semana 8: 6–6–1
Record
Semana 8(Spread): 5–7–1

Record 2016: 63–52–2
Record 2016 (Spread): 48–69–3

Fontes: Pro-Football Reference; Pro Football Focus; Football Outsiders; NFL.com; ESPN Stats.

Like what you read? Give TM Warning a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.