Projetando os titulares: Chicago Bears

Começando com uma série opinativa. No intuito de atualizar os torcedores sobre as movimentações durante a free agency e o draft, vamos projetar o time titular das 32 franquias da NFL para a temporada 2016.

  • Esse post é fixo e será atualizado em caso de novas contratações. Vamos nessa!

QB: Jay Cutler

Cutler ressuscitou a carreira sob a tutela de Gase. O ex-QB coach, Dowell Loggains, terá que manter a crescente do ataque de Chicago com a saída do, agora HC de Miami, Adam Gase.

RB: Jeremy Langford

Langford é o titular natural com a saída de Matt Forte para o Jets. Prestem atenção no calouro Jordan Howard, escolha da 5ª rodada que deve competir por alguns snaps no 1º time.

WR: Alshon Jeffery, Kevin White e Eddie Royal

Royal terá muita competição pela vaga de 3º WR. Marquess Wilson se destacou quando substituiu Jeffery lesionado e o novato Daniel Braverman é um encaixe muito bom na slot.

TE: Zach Miller

Miller foi tão bem no final do ano passado que Chicago se sentiu confortável em ceder Martellus Bennett numa troca com o Patriots. Falta um bom bloqueador no grupo.

OL: Charles Leno, Cody Whitehair, Hroniss Grasu, Kyle Long e Bobby Massie

Com a chegada de Massie na free agency e Whitehair pelo draft, o Bears consegue solidificar a OL. O veterano Ramirez ajuda no depth. A unidade melhorou bastante para a temporada 2016.

DL: Eddie Goldman, Akiem Hicks e Jonathan Bullard

Mitch Unrein teria vantagem na disputa pela outra vaga de DE por conhecer o sistema, mas Vic Fangio deve reconhecer a superioridade de Bullard durante o camp.

LB: Lamarr Houston, Danny Trevathan, Jerrell Freeman e Pernell McPhee

Melhor grupo da defesa, Freeman e Trevathan foram contratados para consolidar o interior. Houston e McPhee terão a ajuda do calouro Leonard Floyd na rotação de pass rushers.

CB: Kyle Fuller, Tracy Porter e Bryce Callahan

Grupo deficiente. Fuller é o único starter sólido, mas também não é playmaker. Fiquei surpreso com a ausência de reforços na posição.

Safeties: Adrian Amos e Deon Bush

Outro grupo deficiente. Amos é um titular competente, mas não é um difference maker. O novato Bush pode ajudar como SS adaptando o Amos como FS. DeAndre Houston-Carson é outro calouro que pode ganhar uma oportunidade.

P: Pat O’Donnell

K: Robbie Gould


Esse é um artigo de opinião. Se discorda, utilize o espaço de comentários para nos ajudar na construção de conhecimento.

Até a próxima!

Like what you read? Give Raphão Martins a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.