Introdução

PG
PG
Sep 29, 2019 · 2 min read

Até mesmo os teóricos comunistas admitem o capitalismo como o sistema econômico que mais trouxe prosperidade material à humanidade. Não foi por coincidência que, mesmo Marx, ousou “profetizar” o comunismo como o passo a ser dado após o ponto máximo do materialismo societal, este por sua vez estaria presente no auge do desenvolvimento capitalista, o que fora ignorado por Lênin[1].

Mais um reflexo dessa “aceitação” que paira os principais teóricos comunistas, houve o NEP[2], capítulo importante da história da antiga União Soviética de Lênin — “coincidentemente” pouco abordado entre as massas de manobra.

O primeiro e crucial elemento dessa notável prosperidade, consiste, sem dúvidas, na liberdade de empreender e realizar trocas voluntárias[3]. Por outro lado, isto não basta para justificar o capitalismo como um enorme sucesso econômico mundial — sendo esta última afirmação não passível de negação coerente nem mesmo dentre seus mais inteligentes opositores. Tal justificativa parte da globalização, “fenômeno” que passou a ganhar notoriedade a partir da primeira revolução industrial.

Este outro elemento será o objeto de estudo fundamental deste artigo. Portanto, o presente trabalho será realizado em três partes: Primeiramente, partindo de argumentos teóricos já abordados por outros autores — sendo as maiores referências intelectuais os economistas austríacos — explicados e aplicados em exemplos escolhidos por este autor, de forma a estudar o fenômeno. Em segundo, e como parte diferencial deste estudo, serão apresentados argumentos apontando essa grande força do capitalismo, bem como seu maior ponto fraco. Por fim, serão propostas contramedidas para casos em que, o que virá a ser exposto na segunda parte, volte a se tornar uma realidade.

[1]Del Roio, M. Lênin e a Transição Socialista. Londrina: Universidade Estadual de Londrina. Disponível em: <http://www.uel.br/grupo-pesquisa/gepal/revista3aedicao/lr3-6-delroio.pdf>. Acesso em 28 set. 2019.

[2] Hoppe, H. H. Uma Teoria do Socialismo e do Capitalismo, São Paulo: Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2013, p. 24.

[3] Rothbard, M. N. O que é o Livre Mercado? Mises Brasil. Disponível em: <https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=52>. Acesso em 28 set. 2019.

Capitalismo De Aquiles:

Trabalho a ser realizado em três partes para dissertar a…

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store