Post da semana

Infelizmente não fui muito produtiva desde o último atendimento, pra não dizer 0 produtiva. No fds fiz 0 coisas, infelizmente foi mais interessante brincar com a Vitorinha, colher acerola do quintal de casa, ir visitar a chácara da minha vó, tirar um cochilo, tomar cerveja e comer pururuca, tirar um cochilo… Enfim.

como resistir?

Pra não falar que eu não pensei no TCC (na verdade eu penso todos TODOS T O D O S os dias) eu decidi tentar construir a narrativa baseada em uma linha do tempo mesmo. Como eu tinha que decidir alguma coisa pra começar eu pensei em mim: eu tenho dificuldade com datas e em entender a ordem mais cronológica dos acontecimentos (talvez esteja mais pra eu QUERO encaixar as coisas cronologicamente), por isso vou partir do princípio que eu contarei a história seguindo uma linha do tempo linear mesmo.

Outra coisa que pensei é que quero usar fotos, muitas fotos, por isso já to perguntando para alguns descendentes que conheço se seus familiares tem fotos da época em que eles chegaram aqui no Brasil.

Ah, a Cristina (contato do Bruno) respondeu o email, ela foi super fofa! E o que ela disse:

Fico extremamente feliz por você buscar uma abordagem para além do discurso hegemônico sobre os imigrantes e descendentes no Brasil (povo trabalhador, disciplinado, inteligente, obediente…)
São estereótipos que nos beneficiam muitas vezes, mas tendem a ignorar a questão dos preconceitos raciais e étnicos, sempre sublimados na sociedade brasileira.

E ela ficou de me passar umas dicas de leitura.

Pra falar q eu não comecei a riscar possíveis caminhos de layout eu abri um arquivo do indesign.

AFEEEEE acabei de ver sua postagem no grupo. Não tenho prototipagem ainda, vou tentar fazer algo durante o dia. Adeus.