EdTech 2019: Educação e tecnologia — um mercado da China

Chegamos a São Paulo animadíssimos, afinal estava tudo pronto para a EdTech, uma feira que prometia muitas novidades, discussões importantes para a área de educação e boas conexões, além, claro, do lançamento do mais novo vídeo da CESAR School, que ficou massa!

Nossa equipe, numa animação já praticamente carnavalesca, decidiu sair para aproveitar a gastronomia paulistana e eu, que ainda não conhecia, apesar de São Paulo ser meu destino mais repetido da vida, apaixonei-me pelo Eataly .

Carla Alexandre, Juliana Araripe, Carlos Pompeu e Janaína Branco.

Mas toda essa história é para dizer que enquanto saboreávamos uma excelente comida, num local pra lá de agradável, nosso estimado gerente de negócios, Carlos Pompeu, nos ensinava palavras — confesso que as minhas primeiras — em chinês; ou seria mandarim? Bem, deixa quieto…

A questão era que Pompeu nos alertava para o fato de que o mercado chinês de tecnologia e educação é o que mais cresce no mundo, e entre uma fala e outra, ensinava-nos, entre tantas outras palavras, o Ni hao (pronuncie com muitos ís no final do Ni). Bingo — não deu outra, a Edtech ratificou, em mais de uma apresentação, as informações de Pompeu: a China é o lugar do momento das EdTechs, das top 10, seis são chinesas.

Apresentação de Cristiano Kruel sobre a Educação 3.0 e ênfase para o mercado chinês

O mercado é tão promissor que segundo o palestrante, em 20 anos, 300 milhões estarão estudando na modalidade EaD na China — é pouco não, viu?! #PartiuEstudarMandarim ou seria chinês? Deixa quieto de novo…

Entre tantas falas bacanas e importantes ocorridas na Edtech Conference 2019, chamou-me a atenção a do Sandro Boná da Conexia Educação, com o tema A transformação digital e a educação do futuro,– ele destacou algo que já sabemos, mas que nunca me havia sido dito assim: “A escola deveria promover experiências. As pessoas pagam para ter experiências.”

E não é isso que fazemos com as nossas aulas? Não é nisso que pensamos quando visualizamos os nossos estudantes em interação com as atividades, conteúdos, seus pares entre tantas outras coisas? Pois é… mas muitas vezes isso é inconsciente e precisamos ter consciência disso… Tá, Carla, mas isso é tão simplório para um evento de tecnologia — você pode estar se perguntando — E eu te respondo: sim e não. Resolver o simples, na maioria das vezes, é bem complexo… pense, por exemplo, que 70% do que você assiste na Netflix é recomendação de um algoritmo. Ou seja, trocando em miúdos (adoro essa expressão), a tecnologia tem que ser usada como meio e a escola deve ser a produtora da experiência. Se a tecnologia levar algum tipo de ruído para a sala de aula, é provável que ela não funcione, e a experiência terá sido desastrosa…

E para não enfatizar só a China, outras reflexões e opiniões foram postas na Edtech e uma das que me acalantou foi sobre o quanto que as matrizes educacionais ajudarão na mudança dos mecanismos de avaliação e no acompanhamento do desenvolvimento de competências e habilidades — Deixa eu te dizer que aqui na CESAR School já fazemos assim, tá?!

Foto do painel da Edtech 2019, no qual os participantes votavam
Foto do painel sobre tecnologias — EdTech 2019

Gostei bastante desses painéis e é bom lembrar que tecnologia não é metodologia e que essa não é uma via de mão dupla. Em Educação, a tecnologia se esgota muito facilmente se não vier com propósito; vira adereço. E em época de carnaval, mais que usar a tecnologia como confete, temos que pensar na experiência que podemos proporcionar quando a orquestramos num cenário que considera o aprendiz, suas percepções e experiências.

Preciso dizer que a Edtech 2019 cumpriu bem o seu papel de reunir vários segmentos do setor de educação para discutir sobre soluções inovadoras para resolver velhos problemas e que a Cesar School foi um sucesso de visitas, mais de 2000 pessoas passaram por lá, e que seu propósito — Formar profissionais inovadores, capazes de fomentar e executar projetos que mudem para melhor a sociedade — teve muita sinergia com o evento. Até a próxima!

CESAR Update

Fique por dentro da percepção de colaboradores do CESAR ao participarem de eventos e iniciativas do mercado relacionados a design, educação, inovação e tecnologia.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade