Palestra Luis Arnal

E então você chega cheio de expectativa num evento para 1.500 expectadores, que oferece 150 talks, 16 keynotes e outros tantos conteúdos no formato de workshops and lightining talks. É muita informação, não dá pra ver tudo que se quer e nem guardar tudo que se vê. Alguns aprendizados grudam e você até consegue aplicar imediatamente. Outros vão martelar por alguns dias ou semanas na cabeça e então “sumir”, até que apareça uma referência (leitura, citação, oportunidade de aplicação) que lhe fará lembrar — consciente ou inconscientemente — , resultando nas devidas e valiosas conexões que fazem parte do processo de aprendizagem.

Assim, antes que minha memória já gasta e pouco confiável me traia, decidi registrar alguns destaques. E como já tem muita coisa boa escrita por aí, a exemplo dos posts dos meus colegas Mabuse e Victor Ximenes, escolhi alguns conteúdos que considero “puxão de orelha” — em mim ou que eu gostaria de distribuir por aí. Em geral, conteúdos sobre a importância das decisões de design na sociedade e o papel estratégico do designer. Eu sei, eu poderia falar de temas mais atuais e tão explorados, como AI, mas como ainda temos um longo caminho a percorrer e muita oportunidade, vamos lá!

Mariana Salgado (Departamento de imigração da Finlândia) chamou atenção para o fato de que nosso trabalho depende de como a sociedade percebe o design e que nós podemos influenciar esta percepção. Citou ainda que o contexto social pode expandir ou retrair nosso poder de influenciar, o que pôde ser reafirmado na palestra da Elaine Ann (Kaizor Innovation), sobre como as questões culturais, tendo a China como exemplo, influenciam todo o processo de design a as soluções criadas. Ela apresentou curiosidades e dados grandiosos e provou que a cultura brasileira não é tão distante da chinesa quanto é a americana — How is designing for China market different from the Western Tech ecosystem and what you can learn from it? Sensacional todo o conteúdo desta palestra.

Voltando para Mariana Salgado, o caminho que ela percorreu em sua carreira buscando dar cada vez mais sentido para o que fazia é inspirador .

“Podemos desenhar nossas carreiras”.

Dentre os projetos apresentados destacou o cartão que utiliza a tecnologia de BlockChain para dar identidade a imigrantes, permitindo que eles sejam reconhecidos e possam fazer parte do sistema (pagar/receber/trabalhar…) — um exemplo de força para influenciar as leis e a sociedade, mostrando que Design é um ato político que inclui e exclui pessoas. Dando e tirando direitos. Além de seus projetos, outra forma que ela encontrou de fazer a parte dela e “dar direitos” foi publicando seus livros gratuitamente.

Palestra Mariana Salgado

Cynthia Savard (Shopify) autora do livro Tragic Design falou do peso da responsabilidade das tomadas de decisão de design. É dessas palestras que você gostaria que o cliente/chefe/dev/chefe de estado ou quem-quer-que-seja-que-ainda-não-tenha-entendido estivesse do seu lado, pra você ficar cutucando. "Define your own ethical code” (sobre design hostil) e “Find your ring and be responsible” (sobre o anel que os engenheiros recebem ao se formarem, como compromisso com o que constroem para as pessoas) foram as mensagens finais depois de passar por exemplos diversos, desde a experiência pessoal com o amigo que quase morreu de alergia porque ela não conseguia entender a instrução para aplicar a medicação injetável, até o aumento de 30% na interação do botão de favoritar/salvar do Airbnb ao ser trocado o ícone de estrela para coração.

O exemplo do Airbnb, mesmo que bem simples, já entra na esfera do design estratégico e me fez lembrar do famoso Botão de 1 milhão de dólares do Jared Spool e de tantos outros cases que apresentaram excelente taxa de conversão a partir de pequenos ajustes na interface. O Aurélio Ramalho Junior deu dicas legais no primeiro dia do evento — Os 10 mandamentos para conversão de Calls to Action. Encontrei dois posts dele a respeito: parte 1 e parte 2.

Nota da autora: Quer ter um case bacana desses? Dê uma checada nos dados analíticos da navegação do seu site, escolha alguns números que estão abaixo do esperado, prototipe algumas opções, faça teste A/B e não se admire se tiver um case bacana para apresentar no próximo ISA. ;)

Aprofundando no conceito do papel estratégico do design, Santiago Bustelo (Kambrica e IxDA local leader em Buenos Aires) apresentou — UX professionalism: What can we learn from marketing’s mistakes?, concluindo com uma mensagem que preciso colar na minha baia:

Palestra Santiago Bustelo

Ele também nos ajudou a descodificar a linguagem dos negócios — Decoding Business Speak for Design to happen, reforçando o que já sabemos sobre UX ser a interseção entre Design, Tecnologia e Negócios. E aconselhou:

"Be a bullshit alchemist"

Luis Arnal (Insitum) falou sobre a necessidade de usarmos os princípios de design e economia comportamental de forma intencional e responsável e não de forma intuitiva ou mal intencionada (conceito dark patterns).

Teve mais, muuuuuito mais. E a cabeça está borbulhando. Mas estes são meus 5 cents de contribuição, com uma citação da palestra do Christopher Konrad (Konrad King) pra encerrar, que nos questionou: Do we possess the intelligence to design artificial intelligence?

“The future is ours to shape. I feel we are in a race that we need to win. It’s a race between the growing power of the technology and the growing wisdom we need to manage it.” — Max Tegmark

P.S.:

  • Rob Nero (Spotify) e Janaki Kumar (SAP Labs) apresentaram slides em 2 idiomas — português e inglês. Olha aí a atenção à experiência de todos os usuários e o respeito pelos anfitriões. Achei massa!
  • Este evento que se torna ano a ano mais grandioso é organizado por voluntários cheios de amor pela área de Design de Experiência de Uso.
  • Aos poucos, os conteúdos das palestras estão sendo disponibilizados no site do evento: http://isa.ixda.org/2017/

CESAR Update

Fique por dentro da percepção de colaboradores do CESAR ao participarem de eventos e iniciativas do mercado relacionados a design, educação, inovação e tecnologia.

Giselle Rossi Araujo

Written by

Designer de Experiências. Vim de BH, fui pra Sampa, estou em Recife, projeto para o mundo.

CESAR Update

Fique por dentro da percepção de colaboradores do CESAR ao participarem de eventos e iniciativas do mercado relacionados a design, educação, inovação e tecnologia.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade