Migrar de Design Gráfico para UI/UX Design.

Pergunta recorrente no mundo do Design. Migro ou não migro, eis a questão?
MIGRA!

Calma pequeno jovem não atire pedras, o Designer Gráfico tem seu papel ainda nesse mundão.

Como eu fiz? e como foi a transição?

Sempre trabalhei com gráfica e impressos por mais de 4 anos, claramente fazia um websitezinho template ali e aqui, mas nada sério ou grande. O trabalho na gráfica todos conhecem; cartão de visita, flyer, poster, adesivo de carros, comunicação impressa em geral, CMYK, InDesign, Illustrator acabou de falhar deseja abrir novamente?

Eu sempre gostei do meu trabalho, porque era algo palpável, você tinha a sensação de; “eu fiz isso daqui e as pessoas vão pegar esse flyer na mão.” E sim, as pessoas pegavam e jogavam no chão 3 segundos depois. #chateado

Resolvi mudar pelo simples fato que a tecnologia esta cada vez mais presente, os trabalhos gráficos ficaram quase que automáticos, a não ser que você faça ilustrações da hora, o trabalho ficou chato pra mim. Porem os websites e apps me chamaram atenção por você ter uma infinidade de novas ferramentas, novas possibilidades e uma carreira mais estruturada.

Mudei começando pelo básico; tutoriais no youtube. Brincando com alguns desafios diários, design de telas como checkout, tela de produto, tela de cadastro, onboarding (tela de apresentação do app); essas são telas principais que quase todo projeto tem e que você treinando ja aprende muita coisa de patterns (vamos falar disso em outro artigo). — isso tudo ja entra bastante UX e UI ao mesmo tempo.

A transição foi tranquila, 1 ano de estudo, bastante freelance com agências, sempre claro prestando atenção e perguntando muitoooo pros amigos que ja estavam na area. Fiz alguns cursos e workshops presenciais pra reafirmar a parte teórica, que as pessoas as vezes deixam de lado mas é muito importante.

Porque UX?

Eu escolhi por UX, porque eu admito meus pontos fracos, e eu sei que o visual final de alguns designers é animal (entro no Behance da ate depressão), e com UX eu me achei num mundo de perguntas e respostas, de resultado visual com uma razão e claro wireframe na mão é lindo demais.

Não vou explicar a fundo o que é UX ou UI, porque o artigo ficaria grande.

O que eu faço hoje, depois da transição?

Trabalho em uma agencia corporativa em Londres, estou numa posição considerada Hybrid, entre UX e UI. Então meu dia a dia tem bastante workshop com usuário e stakeholder, wireframe, interação, motion e design. Resumindo de tudo um pouco.

A idéia para ano que vem da agencia é criar um time dedicado de UX o que vai ser mais um upgrade nas minhas skills, assim eu vou estar deixando o visual e a procura de soluções, para focar mais em pesquisa, motivações, user testing entre muita coisa boa por ai.

O que espero pro futuro?

A idéia principal é focar em UX, ando lendo muito livro de técnica e aplicações possíveis.

  • Aprender mais sobre chatbot e AI
  • Evoluir em interação
  • Aprender mais sobre people management
  • Deliverables
  • Leadership
  • Design Systems (to fascinado nisso)

e claro melhorar minha habilidade de entrevista, tentar reduzir meu bias e desacelerar meus impulsos de gerar soluções em vez de visualizar o problema.

Perguntinha para os comentários e pra ajudar no proximo artigo
Quem faz UX deve fazer UI ou vice e versa?
Ou não quem é UX, é UX, e UI é UI e pronto.

Se gostou do artigo deixa as palminhas. Comenta. E até semana que vem.

Lembre-se de acompanhar o Medium do Choco la Design e assinar nossa Newsletter para receber as novidades:

Like what you read? Give Apparicio Junior a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.