Vai abrir uma nova empresa ? Precisa de um sócio ? Então saiba escolher bem!

Abrir uma empresa não é uma tarefa fácil e escolher um sócio muito menos.

O sucesso de alguns negócios está justamente na escolha certeira da sociedade.

A escolha dos sócios exige confiança e experiências. Uma sociedade é como um casamento, afinal, você passará um bom tempo convivendo com a pessoa.

Eu li muitos artigos e tenho uma experiência de já ter tido 3 sociedades que infelizmente não deram certo.

Reuni aqui o que na minha opinião é o mais importante na hora de escolher um sócio e também os pontos positivos e negativos de se ter um sócio.

Posso afirmar que conviver com sócio é uma das coisas mais difíceis que já fiz na minha carreira profissional.

Me senti como se fosse uma balança onde a todo momento era necessário equilibrar as coisas para que nada saísse dos trilhos.

Minha melhor experiência foi um sócio que não era meu amigo, não tínhamos amigos em comum mas pensávamos de forma complementar e nossa relação era estritamente voltada para os negócios. Não misturávamos vida pessoal com profissional.

O artigo ficou um pouco grande, mas vale a pena ler até o final.

Vamos aos pontos?

Pontos Positivos de um Sócio:

  • O sócio não é seu empregado.
  • O sócio alivia a carga de trabalho sobre você. Com um sócio você não precisa acumular todas as funções dentro do negócio.
  • O sócio ajuda a tomar decisões.
  • O sócio divide todos os gastos com você. Muito útil quando se tem pouco capital para investir. (Pode ou não ser de acordo com a fatia do negócio que ele possui).
  • O sócio veste a camisa da empresa com você.
  • O sócio divide todos os lucros com você. (De acordo com a fatia que ele possui do negócio)
  • O sócio pode e deve te ajudar a se manter focado e concentrado.
  • O sócio diminui despesas, afinal, ele deve complementar o seu trabalho, evitando que você gaste contratando alguém.

Pontos Negativos de um Sócio:

  • O sócio divide todos os lucros com você. (Sim, de novo esse ponto. Se você se preocupa em ter muito lucro, deve levar isso em consideração.)
  • O sócio é mais uma cabeça pensante. (Sim, pois em alguns negócios e com determinados tipos de pessoa isso pode ser fatal)
  • O sócio pode te passar a perna a qualquer momento.
  • O sócio também é um chefe, um líder no negócio.
  • Nenhuma decisão deve ser tomada sem o conhecimento e/ou o aval dele. Ou seja, você perde um pouco de autonomia.
  • Risco de problemas graves como desvio de dinheiro ou fraude.

Saiba escolher!

Ter boa convivência

Em muitas ocasiões, você irá passar mais tempo com seu sócio do que com sua esposa ou esposo, e assim como ninguém deve casar só pela beleza, não podemos formar uma sociedade só pelo currículo do profissional ou pela amizade.

Ter os mesmos objetivos:

Complementaridade e alinhamento de objetivos são dois fatores que devem ser levados em consideração na escolha de uma sociedade.

A falta de alinhamento pode fazer com que a empresa não vá para frente.

Sociedade pela amizade ?

Nunca escolha um sócio apenas por ser um amigo seu. Nunca!

Muitos optam por arranjar um amigo ou um parente e dar a essa pessoa uma participação na sociedade, o empreendedor convive muito bem com ele, mas apenas no social. Por ser alguém próximo, eles não se reúnem para discutir, com medo de perder o relacionamento. O abismo entre empreendedor e sócio fica cada vez maior.

Ter capacidade de liderar

Importante para conseguir se desenvolver e alavancar ideias e conceitos

Os sócios precisam ter a capacidade de liderar. Caso contrário, não conseguirão se desenvolver e alavancar ideias e conceitos, o que impedirá que a empresa se torne muito grande.

Possua características complementares

É preciso ter perfil e habilidades diferentes da sua. Enquanto um tem visão estratégica, o outro pode ter experiência em marketing, por exemplo.

Para ele, ter características complementares, a mesma visão de futuro e mesmo momento de vida são fatores cruciais. É importante que todos saibam o risco que estão correndo e a quantidade de tempo que podem suportar trabalhar com uma remuneração simbólica ou inexistente.

Saiba ouvir feedbacks

Pessoas que tenham as mesmas expectativas em relação ao negócio, perfis complementares e com bom relacionamento são alguns pontos essenciais na busca de um sócio. Tenha por perto pessoas que você possa dizer o que está sentindo sobre os negócios, que saiba ouvir feedbacks e devolver pontos de desenvolvimento importantes para sua vida profissional.

Ser pró-ativo

Precisa ser pró-ativo e determinado para atingir os objetivos da empresa

Honesto

Escolher um sócio é mais difícil do que uma pessoa para se casar.

Já tive experiências anteriores em que a empresa começava super bem, todos os sócios comprometidos e apaixonados, e no desenrolar do desafio, as sinergias sumiam e os problemas começavam a aparecer. honestidade e ética são fatores que determinam a atitude do sócio no dia a dia do negócio.

Tem a mesma visão que você

o sócio ideal é aquele que sabe exatamente o que quer e está disposto a se dedicar para alcançar o mesmo objetivo. Acredito que o mais importante é que os sócios tenham uma mesma visão de longo prazo, o mesmo objetivo, caso contrário a sociedade não será sustentável ao longo do tempo.

Conclusão !

Separei aqui um pequeno texto do Pedro Mello para concluirmos o post de hoje.

“Uma boa maneira pra descobrir se você escolheu o sócio certo para o negocio é lembrar do típico café da manha americano, feito a base de ovos com bacon. Para fazer esse prato é preciso dois ingredientes, o ovo e o bacon, provenientes de dois animais, o porco e a galinha.

Sabe qual é a diferença entre eles? O porco está completamente comprometido com o seu café da manhã, vai morrer frito na frigideira, enquanto a galinha está apenas envolvida.”

Pedro Mello

Lembre-se de acompanhar o Medium do Choco la Design e assinar nossa Newsletter para receber as novidades: