Crítica | Emoji: O Filme

Roteiro fraco pode te fazer voltar pra casa mais cedo do cinema

Por: Raphaella Torres

Que a infância se transformou com a chegada das novas tecnologias isso é uma realidade. Crianças acostumadas à internet e smartphones também (parece até que elas já nascem com o dom pra coisa). Porém, tentar fazer uma animação com esse assunto é algo totalmente diferente.

Emoji: o Filme conta a história de Gene, um emoji que não se encaixa em um mundo onde todos devem responder as suas respectivas expressões. Isso porque ele é diferente. Sua habilidade incomum é se expressar de diversas formas, o que para o mundo Emoji isso não é aceitável. Como toda animação o longa busca mostrar uma história divertida, mas que ensina algo ao seu público que em geral são crianças. A principal proposta então é falar sobre o mundo virtual. Com leves críticas às redes sociais e a nova forma de nos comunicarmos, o filme desliza por temas como vida virtual, amizade e a aceitação do diferente.

Já sabemos que muitos são os filmes que buscam alertar para os perigos das redes sociais na infância e juventude. Aqui encontramos uma aceitação. Somos apresentados a um mundo onde crianças se comunicam por celular o tempo todo e isso não é levado como um problema. Em paralelo, o público é alertado sobre alguns dos perigos dessas redes sociais, tais como o individualismo e a falta de amizades reais.

Entretanto, mesmo tendo esse ideal como proposta o filme é fraco na sua execução. Isso porque apesar das muitas cenas cômicas não quer dizer necessariamente que você vai se divertir. Boa parte delas são clichês e personagens caricatos são irritantes. Existem momentos que você ri com naturalidade (são poucos, mas existem), porém, na maioria das vezes, as cenas são chatas e forçam o riso, sem muito sucesso.

Há também a preocupação excessiva em mostrar o que é certo e o que é errado. O longa não mostra para o público o caminho para pensar sobre o assunto abordado. Isso é dado para ele. É devido a essas características que história se torna fraca, pouco criativa e entediante

Emoji: O Filme estreia 31 de agosto de 2017 nos cinemas de todo o Brasil.

Assista ao trailer: