E se #5 — o Sol apagou!

o que aconteceria se o sol parasse de brilhar neste instante?

Andre Mazzetto
Nov 3, 2017 · 3 min read

Na nossa série de perguntas absurdas do mês, hoje temos algo apocalíptico:

O que aconteceria com a Terra se o Sol apagasse de repente?

Esqueça o motivo do Sol apagar…isso não interessa no momento. Como tudo na vida, há vantagens e desvantagens. Como somos otimistas, vamos começar com as vantagens.

A parte boa:

O risco de explosões solares seria zero. A última grande explosão solar foi em 1859 e (literalmente) colocou fogo em alguns telégrafos da época, pois esta explosão provocou tempestades geomagnéticas, que produziram correntes elétricas nos fios dos telégrafos. Imagine se algo da mesma magnitude (ou mesmo maior) atingisse a Terra hoje, com a quantidade de fios que temos por aí. O prejuízo é incalculável. Sem o Sol, este problema acaba.

O Sol prejudica o sinal de satélites, quanto o tal satélite passa em frente da nossa estrela. Sem sol, o GPS do seu celular funcionará muito melhor.

Notícia boa para os astrônomos: os observatórios poderiam funcionar 24h por dia, e obter imagens mais claras do céu.

Uma coisa que é confusa (eu sempre me confundo) são os fusos horários. Sem o Sol podemos todos mudar para um fuso único, o que facilitaria muito a vida de todos, além de isso impulsionar o comércio global. Já tentou fazer negócio com alguém que está a 12h de diferença em relação a você? Problema resolvido!

A parte ruim:

Todo mundo ia congelar e morrer…mas não é tão imediato assim.

Pense na sua xícara de café quente. Se você colocar ela na geladeira, não vai esfriar imediatamente. Do mesmo modo, se o Sol apagar (o que na verdade é fisicamente impossível, mas nesta série não é para as coisas fazerem muito sentido mesmo), a Terra ficaria quente por algum tempo. Mas isso também não significa que nós não vamos sentir o calorzinho para sempre.

A média da temperatura terrestre cairia dos atuais 15° C para -18 ° C em uma semana. Em um ano, seria -73° C. As camadas superiores dos oceanos congelariam (e veja aí a ironia…) e esse gelo isolaria as águas profundas abaixo e impedirá que os oceanos congelem completamente por centenas de milhares de anos.

Um local onde a vida continuaria seria nas fossas marinhas, onde muitas espécies podem sobreviver por algum tempo (até que o oceano todo congele). Alguns microorganismos prosperam neste ambiente escuro, quente e tóxico. Sem luz solar, estes microorganismos (do domínio Archaea) convertem enxofre e outros produtos químicos provenientes das aberturas no fundo do oceano. Eles nem perceberiam a diferença.

Sem o Sol as plantas não podem mais fazer fotossíntese e morreriam em uma semana. Algumas árvores grandes possuem um metabolismo mais lento e uma reserva de amido generosa, o que permitiria que elas sobrevivessem por algumas décadas. Para sobrevivermos seria necessário produzir energia, e sem o sol as melhores opções são geotérmica e nuclear. Sugestões de lugares para se mudar: Costa Rica e Islândia (que possuem uma matriz de energia geotérmica generosa).

Ah, vale lembrar que o Sol também mantém a órbita da Terra. Caso apague e continue por lá tudo bem…mas se sumir (o que também é impossível, mas deixa pra lá) o planeta sairia por aí flutuando pelo espaço.

Melhor deixar do jeito que está!

Tem alguma pergunta absurda? Mande pra gente!

Adaptado e inspirado em “E se? — Randall Munroe”

Mate a sua curiosidade lendo todos os textos desta série neste link!

Ciência Descomplicada

Explorando a Ciência

Andre Mazzetto

Written by

Biólogo, um cientista que não é movido a café. Entusiasta da Ciência e da Educação. Editor e autor do blog Ciência Descomplicada.

Ciência Descomplicada

Explorando a Ciência

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade