Conheça a tabela periódica de exoplanetas

O Laboratório de Habitabilidade Planetária (PHL, sigla em inglês) da Universidade de Porto Rico lançou na internet a tabela periódica de exoplanetas. Assim como os elementos químicos, agora você também saber mais sobre exoplanetas diversos conforme suas características descobertas recentemente.

A tabela divide os exoplanetas em seis grupos levando em consideração suas massas e tamanhos e mais três grupos de temperaturas variadas. Foram feitas três tabelas: uma para exoplanetas confirmados mediante vários catálogos de instituições planetárias, um para os exoplanetas descobertos pelo telescópio Kepler da NASA e um com objetos do nosso Sistema Solar.

Vale a apena lembrar que o termo “zona de habitabilidade” não significa que o planeta pode, de fato, ter alguma forma de vida. Significa que a água líquida pode existir na sua superfície; essa distância ideal (nem tão quente e nem tão fria) varia de acordo com o tipo de estrela.

Esta tabela mostra os exoplanetas separados conforme massas térmicas. Cada número representa a quantidade de exoplanetas confirmados em cada categoria (Créditos: PHL)

Logo, na tabela: os marcados como “cold zone” são aqueles que estão distantes demais de suas estrelas mães e, logo, são muito frios; a possibilidade de água líquida fica bem difícil. Os marcados como “warm ‘habitable’ zone” são os que estão na distância ideal para formação de água líquida e os “hot zone” são aqueles que estão perto demais de suas estrelas recebendo muito calor e radiações nocivas.

Já esta tabela mostra a organização em 16 categorias de exoplanetas confirmados pelo telescópio Kepler da NASA conforme suas massas térmicas. Cada número representa a quantidade de exoplanetas confirmados (Créditos: PHL)

Na parte superior da tabela, está a classificação quanto aos tamanhos. ‘Miniterrans’ são aqueles com massa inferior a da Terra. ‘Subterrans’ são os de massa comparáveis a Marte e ‘Terrans’ são os de massa comparáveis a Terra e as ‘Superterrans’ são os exoplanetas maiores que a Terra e pouco menores que Júpiter.

‘Neptunians’ e ‘Jovians’ são os gigantes gasosos com tamanhos comparáveis a Netuno e Júpiter.

Esta tabela mostra os corpos celestes confirmados no nosso Sistema Solar de acordo com suas massas térmicas. Incluem os planetas, planetas anões, luas em 16 categorias. Cada número representa a quantidade de corpos celeste em cada categoria (Créditos: PHL)

Nas tabela de exoplanetas confirmados e na de exoplanetas do Kepler, estão listados os que apresentam grandes potenciais tanto para água quanto para atmosfera e demais características que os astrônomos andam estudando atualmente.

Você também pode conferir na íntegra o catálogo de exoplanetas da instituição. Clique aqui.