Eder Marques
Apr 10 · 4 min read

Imagine a seguinte situação. Você foi contratado por uma editora para escrever um livro sobre um assunto que você domina. Você planeja detalhadamente quais pontos deseja abordar. Calcula quanto tempo será necessário para entregar o livro. Divide o processo em etapas e começa a escrever.

6 meses depois você chega na editora com o livro pronto para ser publicado e fazer o maior sucesso. O responsável pela publicação começa a ler o livro e após 10 minutos ele olha pra você e diz que, na verdade, não era aquilo que eles tinham em mente para o livro.

Você, em desespero, pensa então: “O que eu fiz de errado?”


Era assim que a maioria das empresas de tecnologia realizavam seus projetos até não muito tempo atrás. Essa metodologia, conhecida como método cascata, possui 2 características marcantes.

As etapas do projeto são encadeadas e cada uma depende da finalização das etapas anteriores.

A validação do projeto é feita no momento da entrega.

Esses pontos, quase sempre acarretam em atrasos.

Um levantamento do Instituto Standish Group mostra que 88% dos projetos de TI no mundo ultrapassam prazo, orçamento ou ambos, e que 31% são cancelados antes do término.


Agora, imagine que você durante o processo de escrita do livro estivesse em contato constante com a editora, entregando e validando pequenas partes do livro a cada 2 semanas. Recebendo feedbacks imediatos e os corrigindo durante o desenvolvimento do livro. Você, com certeza, não teria uma surpresa na hora da entrega.

A ideia do Scrum é basicamente essa.

“Ao começar um projeto, por que não fazer paradas regulares para verificar se o que está sendo feito está seguindo na direção certa?”

No Scrum, esse processo é conhecido como ciclo de Inspeção e Adaptação.

De tempos em tempos, pare de fazer o que está fazendo, revise o que já fez e verifique se ainda deveria estar fazendo aquilo, e como você pode fazê-lo melhor.

Mudar ou Morrer

No cenário atual, onde empresas disputam intensamente por um espaço dentro do mercado, vantagens competitivas ocasionadas pelo uso do Scrum, tais como maior produtividade e prazos e orçamentos mais assertivos são o suficiente para colocar um negócio num posicionamento de mercado muito superior aos seus concorrentes.

Com isso, as empresas que utilizam metodologias obsoletas têm 2 opções, mudar ou morrer.

Mas o que é Scrum?

Scrum é uma metodologia ágil idealizada em 1993 por Jeff Sutherland e Ken Schwaber, com um simples objetivo.

“Ser uma forma mais rápida, eficaz e confiável de criar softwares para o setor de tecnologia.”

Consiste em um conjunto de regras que definem papéis, eventos e artefatos.

  • Os papéis estão relacionados às funções de cada membro dentro do time Scrum.
  • Os eventos definem uma rotina que visa agilizar e melhorar a comunicação entre o time.
  • Os artefatos são ferramentas de apoio ao time que fornecem transparência das informações inerentes ao projeto.

“O termo vem do jogo de rúgbi e se refere à maneira como um time trabalha junto para avançar com a bola no campo. Alinhamento cuidadoso, unidade de propósito, clareza de objetivo, tudo se unindo. Trata-se de uma metáfora perfeita para o que uma equipe deseja fazer.”

Os criadores do Scrum, juntamente com outros líderes de desenvolvimento de software, escreveram o que se tornou conhecido como “Manifesto Ágil”, para guiar as metodologias ágeis. Contendo os seguintes valores.

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas
Software em funcionamento mais que documentação abrangente
Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
Responder a mudanças mais que seguir um plano

O Time Scrum

As funções dentro do time são divididas em Product Owner, Equipe de Desenvolvimento e Scrum Master.

Esse time é auto organizável, auto gerenciável, possui um senso de propósito e é interfuncional, ou seja, possui todas as habilidades necessárias para concluir um projeto.

A Equipe de Desenvolvimento é composta pelos membros que vão realizar o projeto, entregando valor ao cliente através da produção de partes funcionais que, no final, constituirão o produto.

O Product Owner é a pessoa que funciona como ponte entre a equipe de desenvolvimento e o cliente. Expressando para a equipe, os anseios e prioridades do cliente e comunicando ao mesmo, o andamento do projeto.

O Scrum Master tem como missão, atuar como facilitador do time, identificando e eliminando obstáculos que impedem o “fluxo” do projeto e das práticas do Scrum.

Outra função muito importante do Scrum Master é estar sempre atento ao andamento do projeto, analisar o desempenho do time e procurar melhorias constantes nos processos.

Scrum na prática

Embora o Scrum tenha sido criado, para resolver problemas identificados na criação de softwares no setor de tecnologia, suas aplicações podem e são amplamente usadas em diversas áreas. Como afirma Jeff Sutherland.

“Eu já vi o Scrum ser usado com sucesso para fabricar carros, gerenciar uma lavanderia, dar aulas, construir foguetes espaciais, planejar um casamento.”

Isso é possível por que o Scrum, em sua essência, é um conjunto de rituais que visam alinhamento, transparência, comunicação e adaptação durante todo o desenvolvimento de um projeto, independente da área de aplicação.

E aí, ta esperando o quê pra implementar essas práticas em seus projetos?

Existe bastante material disponível pra você estudar e entender melhor sobre o assunto, inclusive o próprio livro escrito pelo criador do Scrum, Jeff Sutherland.

Gostou do texto? Recomenda para algum amigo que quer melhorar a produtividade em seus projetos. Se liga também em nossas redes sociais, estaremos postando algumas dicas bacanas por lá! @citiufpe

Eder Marques

Written by

Currently Project Manager @CITiUFPE, Innovation, tech & business enthusiast.

CITi

CITi

Um espaço para alimentar discussões sobre Experiência do Usuário, Tecnologia da informação e Movimento Empresa Júnior.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade