Como escolher uma linguagem de programação?

Imagem de Boskampi por Pixabay

Muito se tem discutido sobre a melhor linguagem de programação. Mas, o fato é que dizer qual é a melhor, não é uma tarefa fácil, pois, depende de, no mínimo, alguns pontos a serem observados.

O mercado de desenvolvimento de software tem crescido acima das expectativas, conforme afirma a ABES em seu estudo “Mercado Brasileiro de Software e Serviços” de 2019 com dados de 2018. Segundo o estudo, o crescimento esperado era de 4,1%, surpreendeu apresentando 9,8% de crescimento de 2017 para 2018, e isso é um bom sinal. E, claro, com esse mercado em crescimento aumentam as buscas por conhecimento e profissionalização para atuar e conseguir um bom emprego na área.

Quem chega agora

Para quem chega agora, encontra um mercado muito cheio de opções quando falamos de linguagens de programação e frameworks, diferente do que encontrávamos há alguns anos onde as alternativas mais conhecidas para Web eram PHP e ASP clássico, por exemplo.

Com tanta opção, nos perguntamos qual a melhor linguagem de programação, principalmente quando estamos entrando no mercado e não queremos perder tempo e escolher a opção mais acertada possível, tetando nos garantir no mercado.

O fato é que não é uma tarefa fácil se formos analisar todas as variáveis. A boa notícia é que para quem está chegando, não precisa se preocupar tanto com algumas questões técnicas, primeiramente porque ainda não tem tal conhecimento, e segundo porque a maioria das linguagens de programação atualmente estão bem evoluídas e tendem a seguir técnicas que, hoje, são consideradas melhores ou mais viáveis na comunidade de desenvolvimento. Muitas vezes as linguagem são defendidas fortemente por sua comunidade e fãs, o que é muito normal e não há problema algum, mas, devemos analisar a questão de forma mais ampla.

Para os novatos, a dica principal que posso dar(este humilde programador que programa desde 2008) é que não se preocupe tanto com a linguagem quanto você tem que se preocupar com suas técnicas de programação. Digo, pois, já cometi muitos erros esperando a linguagem fazer por mim o que eu mesmo deveria fazer. Aprender técnicas de segurança, desempenho, é muito importante, assim como técnicas de padronização, como os Design Patterns por exemplo, entre outros pontos. Então, escolha uma linguagem que tenha uma boa aceitação no mercado da sua região(ou da região que pretenda trabalhar) e que você se sinta confortável para aprender, pois ao aprender a programar, ao invés de aprender apenas a utilização da linguagem e seus recursos, você conseguirá usar facilmente qualquer outra linguagem, com a vantagem de já ter boas técnicas e bom raciocínio, diminuindo muito sua curva de aprendizagem. Ao ter boas técnicas de desenvolvimento, já é possível aproveitar melhor os recursos da linguagem escolhida e também partir para o uso de um framework, podendo este último lhe ajudar em sua evolução pois os mesmos atualmente costumam usar as melhores técnicas do marcado, servindo de incentivo para nosso crescimento como programador. Um detalhe, é que as linguagens de programação fornecem documentação necessária para conhecermos seus recursos na Internet, sendo sua leitura também muito importante!

A este ponto, você já deve ter percebido que o foco deste artigo não é falar das linguagens em si, mas vou citar rapidamente algumas, principalmente com curva de aprendizagem menores. A primeira, para você que vai focar em programação para Web, conheça o PHP, uma das linguagens mais antigas no ramo e também está entre as mais populares. Sua curva de aprendizagem é pequena, mas, cuidado! Por causa dessa facilidade muitos têm feito códigos de péssima qualidade. Então estude técnicas e não foque apenas na linguagem, as duas etapas são importantes! Recomendo o site PHP: Do jeito certo (http://br.phptherightway.com/). Vou citar também linguagens usadas para Desktop e Web: Java e C#(.net). Talvez Java seja a linguagem de programação mais popular(veja o gráfico abaixo), é uma linguagem muito estável e segura devido à sua robusta máquina virtual, onde os programas da linguagem são executados e é multiplataforma, funcionando muito bem na Web e no Desktop, além de ser uma forte candidata para uso em softwares embarcados. Já C#, é uma linguagem de programação criada pela Microsoft, fazendo parte da plataforma .NET e também pode ser usada como linguagem para Desktop ou Web, além de ser uma forte opção para desenvolvimento de jogos, sendo muito segura e fornece muitas ferramentas, já que faz parte e usa os recursos do .NET framework. Pesquise para saber mais sobre essas e outras linguagens, pois, só fiz uma breve explanação das linguagens em que desenvolvo.

Fonte: Stack Overflow Trends

Já sou programador

Escolher uma linguagem de programação para quem já tem um certo conhecimento e experiência pode não ser tão fácil. Mas, acredito que essa experiência possa ajudar nessa escolha, aliando-a ao bom senso. Devemos fazer uma análise das necessidades do projeto e do cliente, pensando nos benefícios de cada linguagem, como segurança, estabilidade, ferramentas disponíveis e também o custo de desenvolvimento, analisando se há necessidade de uma nova linguagem na empresa. Então, tendo isso em mente, vamos conseguir aplicar o melhor de cada linguagem e sua plataforma no projeto específico. Quer uma ideia ainda melhor? Que tal estudar a possibilidade de usar duas(ou mais!) linguagens em um mesmo projeto? Por quê? Aí vai um exemplo simples e rápido: Você tem um programa em Java, muito bem desenvolvido, mas tem alguma rotina em que seu programa não tem a eficiência desejada, onde essa rotina faz a leitura “ótica” de imagens. Neste ponto você pode criar rotinas em C#(.Net) onde o Java irá incorporar e executar essa rotina obtendo seu retorno com menos custo de processamento. Pode ser uma boa alternativa a depender do caso, que deve ser estudado com muito cuidado, afim de evitar o surgimento de mais problemas. Estes detalhes pensando em um projeto ou empresa como princípio, mas, também o programador pode estar procurando valorizar seu currículo. Aí, as recomendações são as já citadas, com o detalhe que o programador tem uma maior liberdade em escolher, já que não está preso à uma necessidade específica, podendo optar por uma linguagem ou tecnologia mais moderna ou algo mais robusto, quem sabe? As opções estão aí para serem exploradas. Não tenha medo.

Existem muitas linguagens de programação para as variadas necessidades do mercado, e isso é muito bom, já que temos a oportunidade de escolher a que melhor vai nos atender em projetos específicos ou até mesmo em todos os nossos projetos. O fato é que, dizer que existe a melhor linguagem ou linguagem perfeita, pode não ser uma afirmação prudente a se fazer. Afinal, se essa afirmação fosse um fato, teríamos tantas opções que temos hoje? Cada um tem seus gostos e necessidades. Reflitamos.

Cledilson Nascimento

Blog pessoal onde trato de tecnologias, principalmente desenvolvimento de software.

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store