A Frustrante “And Just Like That…”

Marcia
Marcia
Jan 1 · 2 min read

A comédia dramática americana “And Just Like That…”, original e lançada mundialmente pela plataforma de streaming HBO Max, estreou em 9 de dezembro e já disponibilizados 5 dos 10 episódios, de 38–45 minutos. A trama acompanha Carrie Bradshaw (vivida por Sarah Jessica Parker), Miranda (vivida por Cynthia Nixon) e Charlotte (vivida por Kristin Davis), todas na meia-idade, onde têm que lidar com o envelhecimento, problemas com filhos na adolescência, mudanças profissionais, novas amizades e uma perda imensurável. A série - baseada no livro “Sex and the City” da escritora americana Candance Bushnell, lançado em 1996 - é um revival, divertida, emocionante, inclusiva e frustrante, tem boas atuações das protagonistas, boa direção de arte, boa fotografia, boa trilha sonora, boa edição, bom ritmo e um roteiro interessante, com algumas falhas, que mostra esse trio vinte anos depois com a ausência da querida personagem Samantha, mencionada nos episódios, que trazia o frescor da mulher bem resolvida com sua sexualidade, agora Carrie sofre uma perda insubstituível e tem novos desafios na profissão, Miranda volta a estudar para mudar o foco de sua carreira como advogada e Charlotte tenta entender a nova sexualidade de uma de suas filhas. Vale a pena assistir se foi fã da saudosa série “Sex and the City”, pois matamos a saudades dessas personagens e a curiosidade do que fizeram de suas vidas, porém, decepciona porque, talvez, imaginássemos outras narrativas mais atraentes e divertidas dessas mulheres na casa dos 50 e poucos anos. Confira o trailer:

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Marcia

Written by

Marcia

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.