A Série Feminista “Bombay Begums”

Marcia
Marcia
Mar 23 · 2 min read

O drama indiano “Bombay Begums”, original e lançada pela plataforma de streaming Netflix com 6 episódios de 38–60 minutos. A trama acompanha cinco mulheres fortes e com histórias tão distintas - Rani (vivida por Pooja Bhatt), CEO de um banco, casada com um pintor famoso na cidade, mas infeliz nessa relação, “rainha” e tem dois enteados, um deles é Shai (vivida por Aadhya Anand), uma adolescente sensível e que deixa claro o fato de detestá-la porque ela substituiu sua falecida mãe em sua casa e no coração de seu pai; Fatima (vivida por Shahana Goswami), executiva do banco, casada com outro executivo, seu maior desejo é gerar uma criança e para isso fez várias tentativas que fracassaram; Ayesha (vivida por Plabita Borthakur), uma jovem bissexual ambiciosa recém chegada do interior, inicialmente é uma das secretárias do banco, porém, comete um erro e é demitida; e Lily (vivida por Amruta Subhash), ex-dançarina, agora prostituta para sobreviver e capaz de fazer qualquer coisa para dar uma vida melhor ao seu filho adolescente - que os caminhos se cruzam em torno do Banco Real de Mumbai, onde Rani quer manter seu cargo a qualquer custo e é incompreendida por seu braço direito, Fatima, esta com problemas pessoais com o marido que acaba atrapalhando seu lado profissional, a relação com a enteada é cada vez mais difícil também por causa das crises da adolescência, já Ayesha, toda confusa com seus relacionamentos e precisando de um lugar para morar, batalha para agradar a chefe ajudando Lily para que seja independente e a tire da prostituição assim como suas companheiras, entretanto tudo é muito complicado numa sociedade machista. A série, que é narrada por Aadhya Anand, é um dramalhão instigante, viciante, comovente, previsível e surpreendente ao mesmo tempo, tem atuações regulares, ótima direção de arte, boa fotografia, boa trilha sonora, belo figurino, bom ritmo e um roteiro muito interessante, que aborda temas como menarca, menopausa, drogas, sexo, ambição, patriarcado, misoginia, inveja, desejo, traições de toda sorte e traz falas empoderadas como: “Pode queimar a rainha na fogueira se quiser mas não pode destruí-la” e “Ser dona da minha vida significa ser dona das minhas feridas”. Vale muito a pena assistir, e maratonar, e já estou ansiosa pela segunda temporada. Confira o trailer:

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store