O Aflitivo “Um Amor Impossível”

Marcia
Marcia
Jul 7 · 2 min read

O drama romântico francês “Un Amour Impossible”, de Catherine Corsini (Um Belo Verão), estreou nos cinemas brasileiros em 22 de agosto de 2019 e agora disponível na plataforma de streaming Amazon Prime Video, com 2h e 14 minutos de duração. A trama, que se passa no final da década de 1950 no interior da França até os dias atuais, acompanha a ingênua e bela Rachel (vivida por Virginie Efira), uma jovem simples que trabalha em um escritório local, que conhece Philippe (vivido por Niels Schneider), um jovem intelectual burguês que mora em Paris, ela se apaixona perdidamente e fica grávida mas ele não assume a criança e diz que se casou com alguém do mesmo nível na capital francesa, some e aparece quando a garota é adolescente o que faz com que a filha fique contra a mãe, humilhando-a como se ela fosse culpada do sumiço de Philippe todos esses anos, este fica mais manipulador e ameaçador, até que há a separação de mãe e filha e mais tarde um segredo é revelado o que abalará terrivelmente Rachel que, apesar de tudo, cresceu profissionalmente e foi amada de verdade por uma pessoa que conheceu quando se sentiu abandonada pela filha. O filme - uma adaptação do livro homônimo da escritora Christine Angot, lançado em 2015 - é censurado para menores de 16 anos, é comovente, forte, incômodo e sombrio, tem boa atuação da protagonista, boa direção de arte, bom figurino, boa maquiagem e penteados, boa trilha sonora, ritmo lento e um roteiro muito interessante, mas com diálogos fracos, que mostra a trajetória feminina perpassando décadas com suas conquistas sociais e políticas, mas no cerne da questão está um amor impossível por causa de questões sociais e um homem manipulador, destruidor de relações. Importante: recebeu quatro indicações ao Prêmio César 2019, o Oscar francês, inclusive de melhor atriz. Vale muito a pena assistir, apesar de ser uma narrativa angustiante. Confira o trailer:

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.