Coadjuvante
Published in

Coadjuvante

O Comovente “Ruído”

O drama mexicano “Ruido”, de Natália Beristain (O Eterno Feminino), estreou no Festival de San Sebastián em setembro de 2022 e lançado mundialmente pela plataforma de streaming Netflix na quarta-feira (11/01/2023), com 1h e 45 minutos de duração. A trama acompanha a artista plástica Julia (Julieta Egurrola), que tem sua filha Gertrudis “Ger” desaparecida há nove meses e percebe que a polícia nada faz, muito pelo contrário, pois mulheres continuam desaparecendo no país, então, com a ajuda da jornalista Abril Escobedo (vivida por Teresa Ruiz), contrata uma advogada especialista nesse caso (vivida por Priscela Izquierdo), que lhe indica uma comandante policial (vivida por Mariana Gímenez) corrupta para lhe ajudar, só que não encontram a jovem psicóloga e essa mãe conhece o submundo mexicano que há várias mães dilaceradas como ela à procura de suas filhas, onde um governo autoritário comete crimes absurdos no país e não há justiça, no entanto essa mãe continua na sua incansável e perigosa procura. O filme é impactante, comovente e realista, tem boa atuação da protagonista, boa direção de arte, boa fotografia, boa trilha sonora, bom ritmo e com um roteiro muito interessante, que mostra a realidade mexicana onde mulheres desaparecem há anos, seja porque foram raptadas para tráfego sexual ou porque foram mortas, e uma polícia violenta e corrupta nada faz para ajudar as famílias. Vale muito a pena assistir. Confira o trailer:

--

--

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store