O Emocionante “Meu Irmão, Minha Irmã”

Marcia
Marcia
Oct 10 · 2 min read

O drama italiano “Mio Fratello, Mia Sorella”, de Roberto Capucci (Ovunque tu sarai), lançado mundialmente pela plataforma de streaming Netflix na sexta-feira (8/10/2021), com 1h e 50 minutos de duração. A trama acompanha dois irmãos que não se viam há 20 anos, Nik (vivido por Alessandro Preziosi), praticante de kitesurf, que tinha abandonado a família e o país para morar em Costa Rica por causa de um incidente envolvendo uma ex-namorada, e a solteira Tesla (vivida por Claudia Pandolfi), que morou na casa do pai desde sempre e tem dois filhos - a jovem Carolina (vivida por Ludovica Martino), que faz faculdade de moda, e o adolescente Sebastiano (vivido por Francesco Cavallo), esquizofrênico e músico, com os quais tem um relacionamento difícil - que se reencontram no funeral do pai, que deixou de herança para os dois a casa da família, onde terão que morar juntos por um ano e só depois venderem e dividirem o valor entre eles, o que desagradará os dois, principalmente a Tesla porque acredita na versão que Nik não quis conviver com sua família, porém, descobrirá que não foi nada disso e que ele a surpreenderá no convívio com seu filho e a aproximará de sua filha. O filme é emocionante, sensível e surpreendente, tem bom elenco principal com boas atuações, boa direção de arte, boa fotografia, bela trilha sonora, belos cenários, bom ritmo e um roteiro muito interessante, que aborda a questão da esquizofrenia de uma forma delicada e inclusiva, sobre relacionamentos difíceis entre irmãos, o fato de aceitar o outro com suas diferenças e não acreditar nas histórias contadas por terceiros sobre pessoas que amamos. Vale muito a pena assistir mas não é para o grande público. Confira o trailer:

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.

Marcia

Written by

Marcia

Coadjuvante

Para quem gosta de filmes, séries e afins.