Estoicismo Diário #242 — Sobre preguiça e força de vontade

"Tudo que ainda está para ser feito, a virtude pode fazer com coragem e presteza. Porque qualquer um chamaria de tolice tentar realizar uma atividade com preguiça e um espírito relutante, ou tentar forçar o corpo em uma direção e a mente em outra, ou ser dilacerado por impulsos extremamente divergentes."
 — Sêneca

Os estóicos sempre tentam fazer suas atividades com diligência. Mas até mesmo eles são confrontados com alguma preguiça ou irritação.

A diferença entre um estóico e um procrastinador é que o primeiro, ao invés de ceder às emoções e deixar o trabalho de lado, se pergunta: por que eu estou fazendo isso? Se não é algo que deve ser feito, eles não insistem porque sabem o valor do tempo.

Se é algo necessário, eles continuam: o que está por trás da minha relutância? Medo? Cansaço? Eles questionam cada emoção que provoca resistência. E se for cansaço, sabem que é melhor descansar a mente a forçá-la.

Eles também não criam a esperança de que alguém cairá dos céus para fazer o trabalho por eles, ou que o trabalho, se deixado de lado por tempo suficiente, deixará de ser necessário. Eles também não esperam que alguém lhes dirá por que eles precisam trabalhar.

Os estoicos buscam as próprias respostas para agir, e jamais dizem "sim" com palavras enquanto dizem "não" com ações.

Aplicação pessoal

Se você precisa lutar para fazer algo, você não sabe o que quer. Como disse George Clason em suas histórias sobre O Homem Mais Rico da Babilônia:

Força de vontade não passa de um propósito inflexível para dar conta de uma tarefa a que você mesmo se obrigou. Se eu determinar a mim mesmo uma tarefa, por mais boba que seja, terei de levá-la a cabo. Como poderia de outro modo ter confiança em mim para fazer coisas importantes?

Assim como Sêneca, Clason já deu a resposta para o problema: decida fazer e você não criará barreiras. Porque se não decidir, alguém o fará por você, o que significa que terá que lidar com atividades que detesta durante boa parte do tempo.



Quer receber um email por semana com dicas, reflexões, meditações e textos? Clique aqui e informe seu email