Estoicismo Diário #75 — Sua habilidade sagrada

"Tenha como sagrada sua capacidade de entender. Porque nela se encontra tudo, o princípio que nos guia não permitirá que algo inconsistente com a natureza ou com a constituição lógica das criaturas entre em seu domínio. É o que demanda o devido zelo, atenção aos outros e obediência a Deus."
— Marco Aurélio

O fato que você pode ler este texto, que eu posso escrevê-lo e que podemos raciocinar sobre as coisas é o que nos dá a habilidade de melhorar nossas circunstâncias e nos tornarmos melhores.

Raciocinar é uma habilidade e você não deveria abrir mão muito menos tê-la como certa em todas as ocasiões. Imprevistos acontecem, os estóicos sempre se lembram disso, e o que você tem hoje pode não existir amanhã.

Nós temos um poder inimaginável dentro de nós, algo sagrado, mas que raramente apreciamos — abrimos mão da razão por causa do ego e das emoções e achamos que raciocinar é algo que qualquer ser vivo pode fazer. Infelizmente, nem todos são sortudos como nós.

Pare por um momento e agradeça por ter a capacidade de usar a lógica e a razão para poder superar os obstáculos e mudar as circunstâncias. Deixe seu ego de lado por um momento, assim como o pensamento de "pff, isso é besteira", e agradeça pelo poder que você tem de mudar as situações — mesmo que seja só uma mudança de perspectiva.

Aplicação pessoal

Pessoas que usam antipsicóticos descrevem a sensação como: "Parecia que eu tinha morrido. Eu não conseguia pensar ou existir. Eu não tinha alma. Era como um corpo vazio, um zumbi."

Depois da cirurgia, com a quantidade de analgésicos que tomava por dia, eu senti algo assim, mas em menor intensidade. Eu passei 7 dias sem conseguir articular pensamentos ou ideias, apenas sentindo dor e cansaço.

Eu nunca valorizei a minha capacidade de raciocinar, até o momento em que ela ficou comprometida pela medicação.

O poder de raciocinar não é benefício de todos. Ao seu redor provavelmente existe alguém que não tem a mesma habilidade de criar, argumentar ou solucionar problemas. Você precisa respeitar e ajudar essa pessoa a mudar a própria situação se for necessário, mas também deve valorizar e apreciar o que você tem agora— o presente é a única coisa que temos, ninguém sabe o que pode acontecer amanhã.