Achados e Perdidos

Achei que nunca ia achar, mas achei.
Achei alguém pra falar, pra ouvir.
Achei que você nem existisse, mas achei.
Achei que eu teria que te construir, assim, meu Frankenstein.
Achei você por aí, como quem acha uma moeda.
Achei até estranho por não ver ninguém a procurar.
Achei linda.
Achei que nunca ia conseguir te ouvir dizer meu nome.
Achei até que você nem sabia que eu existia.
Achei que nunca ia conseguir chegar mais perto do que um abraço amigável.

Achados. &. Perdidos.

Perdi o que eu não tinha tempo pra perder.
Perdi o ponto.
Perdi o rumo de casa.
Perdi o ar no dia que você disse: “então beija!”.
Perdi a noção.
Perdi a chance de te falar o que tive tempo de sentir mas não tive como expressar.
Perdi todos os meus medos quando você estava lá.
Perdi muita coisa, mas uma eu não esperava:
Perdi você.

Achados & Perdidos

Achei que tinha você,
Perdi a chance te ter de verdade.
Achei que não ia acabar,
Perdi a chance de te escutar.
Achei que ia te ver mais,
Perdi a chance de te pegar pela mão e caminhar.
Achei que você tinha me achado,
Perdi a chance de ficar calado.
Achei que um dia ia achar,
Perdi pois não sabia onde procurar.
Achei que eu era o quem você queria achar,
Perdi tudo que tinha achado, por não estar nesse lugar.
Achei que ia te ver sorrir todos os dias,
Perdi a faísca que iluminava todas as minhas noites.
Achei que todas as canções iam conseguir te dizer ou pelo menos te fazer entender,
Perdi a chance de não parecer um maluco ansioso.
Achei que te amava,
Perdi por não ter certeza.

Achei & Perdi.

Mas te peço de novo aquele favor:
Sorri antes de dormir.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Pedro Marques’s story.