Reduzir gastos, reutilizar jogadores e reciclar o elenco

O São Paulo tricampeão brasileiro ficou conhecido não só bons titular, mas por todo um plantel de qualidade. Quem não se lembra de uma zaga de três homens com quatro ótimas opções: Alex Silva, Miranda, André Dias e Breno?

Pois é, 2015 não foi um ano fácil nesse quesito. Mesmo prometendo à Osorio (saudades), o clube acabou vendendo diversos jogadores importantes para a montagem de um elenco sólido. O que falar da saída de Denílson e Paulo Miranda? E quem dirá Souza, Boschilia e Toloi? Sem muito dinheiro em caixa o clube ainda repôs muito mal as peças do tabuleiro: se perdemos um dos melhores volantes do Brasil trazemos Wesley; sai Toloi, chega Luiz Eduardo.

A situação não é fácil, nem na montagem de elenco, nem nos cofres do clube. Sem capital para investir, aproveitar a volta de alguns emprestados pode ser um ponto chave, relembre os nomes que o São Paulo emprestou e voltarão para a disputa da temporada 2016.

São 13 nomes que retornarão ao Tricolor: Luis Ricardo (Botafogo), Caramelo (Chapecoense), Lucas Farias (Náutico), Carleto (Botafogo), Henrique Miranda (Oeste), Cortez (Albirex Niigata-JAP), João Filipe (Fluminense), Luiz Eduardo (Juventude), Wellington (Internacional), Maicon (Grêmio), Roni (Paysandu), Ademílson (Yokohama Marinos-JAP) e Ewandro (Atlético-PR).

Evidentemente nem todos serão úteis na montagem do plantel (que esperamos) que brigará pela Libertadores, contudo, o Colunas do Tricolor aponta cinco desses nomes que poderão incrementar o Tricolor.

Thiago Carleto e Bruno Cortez

Na falta de bons laterais-esquerdos (Reinaldo é inutilizável, Matheus Reis ainda é muito inexperiente e Carlinhos se mostrou muito mais meia do que lateral) a volta desses dois jogadores mais rodados pode ser essencial. Carleto é um importante nome da campanha do Botafogo na série B e sua força e velocidade são pontos chaves. Cortez é um velho conhecido e um dos principais nomes da conquista da Sul Americana de 2012; por que não testá-lo novamente? Garanto que melhor que o Reinaldo ele é. Evidentemente o afastamento de uma grande liga pode tê-lo feito cair de rendimento, mas um Paulistão pode ser uma boa pré-temporada para recuperar a boa forma.

Wellington

Outro nome que foi destaque em 2012 pelo tricolor é o volante Wellington; com bom desarme e saída de jogo pode ser uma boa opção (nem que seja para o banco) para acompanhar Thiago Mendes. É importante ainda ressaltar que ele pode ser um importante nome para não desfalcar a zaga. Jogando o que já jogou pode fazer Rodrigo Caio não ter que largar a defesa e, portanto, não exigir a entrada e Luiz Eduardo.

Maicon

Esse é um velho conhecido nosso. Pouco jogou nos gramados do Morumbi (com exceção do 3 a 1 sobre o Corinthians — que teve até gol do mito Douglas) mas em Porto Alegre é um nome que agrada os gremistas. Deste modo, é encarado como uma boa moeda de troca e alguns nomes já são especulados: Geromel? Luan? Wallace? Espero boa negociação da nova diretoria.

Ademílson

Surgiu no Tricolor como promessa e sempre quando entrava no segundo tempo deixava o seu no fundo das redes. Com o passar do tempo, caiu de rendimento e mais se embolava com a bola do que aproveitava oportunidades. Talvez hoje (mais maduro) mereça uma nova oportunidade, nem que seja no Paulistão. Considerando a saída de Luís Fabiano e a frequência de lesões de Alan Kardec, Ademílson não pode ser tão descartável; mas de qualquer modo, é bom a diretoria correr atrás de nomes para esse setor.

Gostou? Deixe seu comentário e nos curta no Facebook

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.