Conheça os 6 tipos de orçamento que podem ajudar sua empresa

O sucesso no empreendedorismo requer, invariavelmente, planejamento. Por planejamento entendemos um processo construtivo com metodologias aplicadas de modo a se atingir um objetivo predeterminado.

Para se planejar qualquer coisa em uma empresa, a primeira preocupação é com o orçamento disponível para se investir nos meios necessários para se atingir determinado fim, correto? Logo, não dá para pensar em planejamento (seja ele tático, operacional ou estratégico) sem falar desse assunto.

Ao fazer um orçamento, você estima e computa qual o melhor preço para aquilo que você está procurando. Existem diversos tipos de orçamento — e para que o planejamento seja concretizado, é preciso saber qual tipo aplicar no negócio e em cada situação.

Pensando nisso, a seguir falaremos sobre 6 tipos de orçamento, quais seus objetivos e aplicabilidade e explicaremos como cada um pode ajudar a sua empresa. Continue acompanhando!

O orçamento adequado ao seu negócio

Existem diversos modelos de orçamento para se adotar no seu negócio. Para encontrar o mais adequado de acordo com as necessidades da empresa é preciso seguir alguns passos simples. Veja quais são eles.

Registre todas as fontes de rendimento da empresa

Para iniciar a busca pelo orçamento ideal para o seu negócio, é imprescindível reconhecer todas as fontes de rendimento da empresa, como venda de produtos e serviços, renda em investimentos etc.

Determine os custos fixos

Os custos fixos são despesas que são cobradas pelo mesmo valor mensalmente, como aluguel, salários, entre outros. Por mais que essa etapa pareça simples, é muito importante anotar todas as despesas fixas para elaborar um orçamento que supra as necessidades do negócio.

Adicione as despesas variáveis

As despesas que não têm um preço fixo mensal são chamadas de custos variáveis. Alguns exemplos são as matérias-primas, o marketing e a publicidade, as comissões, entre outros.

Estipule as despesas únicas

As despesas únicas caracterizam-se por serem aquelas compras pequenas e pontuais, como a aquisição de softwares, móveis, materiais de escritórios etc.

Compare todos os valores destacados acima para encontrar a quantia ideal para o seu negócio. A seguir apresentaremos os principais tipos de orçamento que podem ajudar sua empresa!

Os 6 tipos de orçamento para sua empresa

Para elaborar um orçamento é necessário avaliar o ramo de atuação do negócio e, com isso, reunir a maior quantidade possível de informações de modo a escolher o valor ideal para minimizar os riscos e potencializar a lucratividade.

A seguir, veja quais são as modalidades de orçamento que você pode aplicar na sua empresa.

1. Orçamento Estático

Ideal para ser aplicado em funções administrativas, o orçamento estático foca os resultados em um único plano ou atividade. Isso porque, uma vez elaborado, ele não se altera, permanece o mesmo desde o seu início. Em outras palavras: trata-se de um orçamento que não se adapta a mudanças.

Orçamento Estático

2. Orçamento Flexível

Orçamento elástico

O orçamento flexível engloba dois princípios básicos: o cálculo e o controle de custo por produto e a diversificação entre os custos variáveis e os fixos. Esse tipo de orçamento serve para mensurar a capacidade do negócio e prever os custos para os diferentes níveis de atividade.

O orçamento flexível apenas tem eficácia quando o empregador consegue calcular a produção de cada empregado, bem como o que cada maquinário ou computador produz. Dessa maneira é possível programar o orçamento para qualquer desajuste.

3. Orçamento contínuo

O orçamento contínuo caracteriza-se por ser um plano de negócios que cobre longos períodos. No entanto, seu diferencial se dá pelas revisões que podem ser feitas mensalmente, trimestralmente e até mesmo semestralmente.

O objetivo principal dessas revisões é descobrir o que deu certo e o que deu errado para, em seguida, realizar todas as alterações necessárias no orçamento para que ele se adeque às necessidades do negócio.

4. Orçamento ajustado

O orçamento ajustado é um plano de negócio já conhecido na área administrativa. Caracteriza-se por ser um tipo baseado em análises e revisões. Geralmente ele cobre longos períodos, sendo analisado constantemente e revisado mensalmente.

O objetivo principal dessas revisões é encontrar o que deu certo e o que deu errado para, em seguida, efetuar todas as alterações necessárias e essenciais.

Destaca-se por sua capacidade de flexibilização, sendo sempre utilizado quando um orçamento original necessita de alterações.

5. Orçamento de desempenho

O orçamento com base no desempenho baseia-se na definição de um valor de acordo com o desempenho apresentado no planejamento anterior. Nesse tipo o foco do gestor passa a ser aquilo que é realizado e não aquilo que se é adquirido.

Ou seja, em outras palavras, se um colaborador apresentou resultados bons em um projeto, receberá um orçamento que lhe dê margem para fazer ainda mais. Se outro colaborador não apresentou bons resultados com o orçamento que utilizou, o efeito é contrário: receberá um valor de teto inferior.

O orçamento de desempenho ajuda a manter a equipe focada na produtividade e também auxilia a motivar colaboradores, visto que seus méritos e conquistas no trabalho são diretamente recompensados por esse tipo de planejamento de valor.

6. Orçamento colaborativo

O orçamento colaborativo, também conhecido como participativo ou descentralizado, tem ganhado uma força crescente no meio empresarial. Trata-se de um conceito comum quando falamos de administração pública, em que determinada comunidade participa do processo de decisão acerca da destinação dos recursos arrecadados.

Essas decisões são tomadas baseadas em votações e reuniões deliberativas nas quais os cidadãos são agentes centrais das resoluções que foram definidas. Na iniciativa privada o raciocínio é similar: há uma promoção da descentralização do processo de decisão, ou seja, cada centro de custo opina diretamente no momento de determinar o orçamento pelo qual será responsável.

O orçamento colaborativo afeta diretamente o engajamento da equipe, que se sente mais impactante para os rumos da empresa e, consequentemente, se torna mais empenhada em manter as despesas ajustadas ao valor que ajudou a determinar.

E então, entendeu a importância de um orçamento na sua empresa? Você já utilizou algum dos tipos de orçamento descritos por aqui? Solicite um agora mesmo com a nossa equipe e veja a aplicação prática dos conceitos que aprendeu neste artigo!


Originally published at Consultores de Gestão.

Like what you read? Give Treasy a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.